O Castelo de Chocolate

Filme mudo português de 1923

O Castelo de Chocolate é uma curta ou média-metragem muda portuguesa de ficção e comédia, com intertítulos, que marcou a estreia de Arthur Duarte na realização, em 1923.[1] Produzido pela Rosy Films, estreou a 27 de junho desse mesmo ano no Cinema Olympia, em Lisboa.[2][3]

O Castelo de Chocolate
Portugal Portugal
1923 •  p&b •  
Realização Arthur Duarte
Produção Rosy Films
Narração Arthur Duarte
Elenco Henrique Lyra
António Duarte
Gênero ficção e comédia
Idioma intertítulos em português

ProduçãoEditar

Encomendado como um filme promocional para a Fábrica de Chocolates Suíça, a produtora Rosy Films desenvolveu todo um enredo, tornando o filme em algo mais que apenas um anúncio publicitário.[4] Contava com os actores Henrique Lyra e António Duarte nos papéis principais.[5]

SinopseEditar

Um rapaz, apaixonado por uma operária da Fábrica de Chocolates Suíça, consegue ali empregar-se, criando várias situações cómicas para cativar a jovem.[6]

ReferênciasEditar

  1. Parish, James Robert; Canham, Kingsley (1976). Film Directors Guide--Western Europe (em inglês). [S.l.]: Scarecrow Press 
  2. «Cinema Português: 1923». Instituto Camões. Consultado em 8 de novembro de 2021 
  3. Cruz, José de Matos (1998). Cinema português: o dia do século. [S.l.]: Grifo 
  4. Cinéfilo. [S.l.]: Sociedade Nacional de Tipografia. 1928 
  5. Grande enciclopédia portuguesa e brasileira: ilustrada com cêrca de 15.000 gravuras e 400 estampas a côres. [S.l.]: Editorial Enciclopédia. 1959 
  6. Ramos, Jorge Leitão (2012). Dicionário do cinema português, 1895-1961. [S.l.]: Caminho