Abrir menu principal

Oleksandr Borysovych Holovko - em ucraniano, Олександр Борисович Головко - ou Aleksandr Borisovich Golovko - em russo, Александр Борисович Головко (Kherson, 6 de janeiro de 1972) é um ex-futebolista e treinador de futebol ucraniano. Atualmente comanda a Seleção Sub-16 de seu país.

Holovko
Holovko
Informações pessoais
Nome completo Oleksandr Borysovych Holovko (ucraniano)
Aleksandr Borisovich Golovko (russo)
Data de nasc. 6 de janeiro de 1972 (47 anos)
Local de nasc. Kherson,  União Soviética
Nacionalidade Ucraniano
Altura 1,85 m
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição Lateral-direito
Clubes de juventude
1990–1993 União das Repúblicas Socialistas Soviéticas/Ucrânia Tavriya Simferopol
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1992–1995
1995–2004
2004–2005
2004–2006
Ucrânia Tavriya Simferopol
Ucrânia Dínamo de Kiev
China Qingdao Beilaite
Ucrânia Tavriya Simferopol
133 (4)
230 (9)
19 (0)
32 (0)
Seleção nacional
1995–2004 Flag of Ukraine.svg Ucrânia 58 (0)

Índice

CarreiraEditar

Revelado pelo Tavriya Simferopol, principal time da Crimeia, Holovko fez sua estreia como profissional em 1992, paralelamente atuando nas categorias de base. Até 1995, foram 133 jogos e seis gols marcados.

Seu desempenho fez com que o Dínamo de Kiev contratasse o lateral-direito, cuja posição seria sua por nove anos (1999-2004). Neste período, fez 230 partidas e marcou nove gols.

Ainda teve uma passagem rápida pelo futebol chinês, onde jogou no Qingdao Beilaite (atual Qingdao Jonoon) durante uma temporada antes de voltar ao Tavriya em 2004. Escolhido capitão da equipe no ano seguinte pelos colegas, foi esquecido pelo técnico Mykhailo Fomenko no segundo turno do Campeonato Ucraniano, passando a atuar entre os reservas.

Fora dos planos de Fomenko para 2007, Holovko encerrou sua carreira ainda em 2006, aos 34 anos. Porém, abandonou os gramados oficialmente em 2010, aos 38.

Carreira na SeleçãoEditar

Entre 1995 e 2004, Holovko foi convocado 58 vezes para defender a equipe, não marcando nenhum gol[1]. Fez parte da equipe que disputou a repescagem contra a Alemanha, que superou a Ucrânia por 4 a 1 em Dortmund, depois de ter empatado a partida de ida por 1 a 1, com grande atuação de Michael Ballack.

LinksEditar

Referências

   Este artigo sobre futebolistas ucranianos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.