Abrir menu principal
Olga
(personagem-título)
Idioma original Português
Compositor Jorge Antunes
Libretista Gerson Valle
Tipo do enredo Trágico
Número de atos 3
Número de cenas 8
Ano de estreia 2006
Local de estreia Teatro Municipal, São Paulo

Olga é uma ópera em três atos do compositor brasileiro Jorge Antunes, com libreto de Gérson Vale. Estreou no Teatro Municipal de São Paulo em 14 de outubro de 2006.

Trata-se de um singspiel narrando a história de Olga Benario e o romance com Luís Carlos Prestes. A música é eminentemente vanguardista, com muitos e extensos recitativos, além de algumas referências musicais como peças tradicionais do carnaval do Rio de Janeiro e o hino da Internacional Socialista, executado no terceiro ato. As cenas internas dos atos são seguidas por balés com fundo de música eletrônica e cenas externas à encenação, como fragmentos de filmes e imagens de jornais.[1]

PersonagensEditar

Olga soprano
Luís Carlos Prestes tenor
Filinto Müller barítono
Arthur Ewert baixo
Elise Ewert mezzo-soprano
Rodolfo Ghioldi barítono
Carmen Ghioldi mezzo-soprano
Victor Allen Baron barítono
Manuilsky barítono
1.º Cantador tenor
2.º Cantador barítono
3.º Cantador baixo

Referências

  1. Imprensa do Theatro Municipal de São Paulo. «Ópera sobre olga benário prestes; estreia mundial no teatro de São Paulo». Germina Revista de Literatura e Arte. Consultado em 16 março 2014 
  Este artigo sobre ópera é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.