Abrir menu principal
Mergefrom 2.svg
O artigo ou secção Opsonização deverá ser fundido aqui. (desde maio de 2019)
(por favor crie o espaço de discussão sobre essa fusão e justifique o motivo aqui; não é necessário criar o espaço em ambas as páginas, crie-o somente uma vez. Perceba que para casos antigos é provável que já haja uma discussão acontecendo na página de discussão de um dos artigos. Cheque ambas (1, 2) e não esqueça de levar toda a discussão quando levar o caso para a central.)

Uma opsonina é qualquer molécula que se liga a um antígeno e facilita o seu processo fagocitose. Ela pode revestir microrganismos patogênicos ou células próprias mortas para aumentar a capacidade de englobamento por parte dos fagócitos, como os neutrófilos e macrófagos, e gerar uma resposta imune ou realizar a limpeza do organismo.[1] As células fagocíticas possuem receptores para diferentes tipos de opsoninas. Algumas opsoninas que se destacam são os anticorpos, proteínas do complemento e lectinas. Uma das formas de atração ao fagócito, pode ser quando essas moléculas cobrem as moléculas na membrana celular carregadas negativamente. [2]

Ver tambémEditar

  Este artigo sobre Biologia celular é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


  1. Cooper, David A. (1981). «Basic Immunology and its Medical Application». Pathology. 13 (3). 649 páginas. ISSN 0031-3025. doi:10.1016/s0031-3025(16)37549-3 
  2. Murphy, Kenneth. (2010). Imunobiologia de Janeway. [S.l.]: Artes Medicas. ISBN 9788536320670. OCLC 817244153