Abrir menu principal
Ordem da Coroa de Carvalho
Fita heráldica da ordem
Classificação
País  Luxemburgo
Outorgante SAR O Grão-Duque de Luxemburgo
Motto JE MAINTIENDRAI
Tipo Ordem de cavalaria
Agraciamento Cidadãos luxemburgueses e estrangeiros que executaram serviços civis e militares em circulação, bem como para os artistas ilustres que fizeram realizações notáveis​​.
Condição Em uso
Criação 29 de dezembro de 1841
Inferior a Ordem de Adolfo de Nassau
Superior a Ordem do Mérito do Grão-Ducado de Luxemburgo

A Ordem da Coroa de Carvalho (em francês: Ordre de la Couronne de Chêne) é uma ordem honorífica luxemburguesa fundada em 1841 pelo grão-duque Guilherme II.

Índice

HistóriaEditar

Em 1841 Guilherme II criou, como grão-duque de Luxemburgo, a Ordem da Coroa de Carvalho. Naquela época Luxemburgo e os Países Baixos se encontravam em união pessoal nas mãos do mesmo rei, Guilherme II, que manteve essa ordem exclusivamente luxemburguesa, mas seu sucessor Guilherme III a vinculou como condecoração pessoal à família de Orange-Nassau.

O limite original dos condecorados, estabelecido por Guilherme II, era de 30 membros; mas seu sucessor outorgou a condecoração a 300 pessoas, incorporando uma cláusula pela que o rei poderia concedê-la discrecionalmente, sem prévia consulta ao governo.

A ordem deixou de ser outorgada em 1890 quando a rainha Guilhermina sucedeu a seu pai no trono dos Países Baixos, ao ser sua filha única no momento da sucessão, pelo que, em aplicação da Lei Sálica teve de renunciar ao grão-ducado luxemburguês. O trono de Luxemburgo passou portanto a ser ocupado pelo grão-duque Adolfo de Nassau.

A Ordem da Coroa de Carvalho subsiste como uma condecoração luxemburguesa e nos Países Baixos se instituiu a Ordem de Orange-Nassau para compensar as mesmas distinções honoríficas.

Depois da coroação do grão-duque Adolfo, a ordem foi primeiramente conferida aos luxemburgueses e, posteriormente, também aos estrangeiros, sobretudo a membros de famílias reais de outros Estados.

GrausEditar

Ao ser fundada em 1841, a Ordem da Coroa de Carvalho não gozava de um verdadeiro estatuto, que não foi promulgado até 1848. Sua estrutura imitava o da Ordem de São Jorge do Rússia, provavelmente pelo fato de que Guilherme II, casado com a filha do czar de Rússia, recebeu essa condecoração depois de ter participado na batalha de Waterloo.

Atualmente consta de 5 graus e três medalhas:

Barretas
 
Grã-Cruz
 
Grande-Oficial
 
Comandante
 
Oficial
 
Cavaleiro
.  
Medalha de ouro;
depois, Medalha dourada
 
Medalha de prata
 
Medalha de bronze
.

InsígniasEditar

 
Insígnias da ordem.
  • A insígnia da ordem consiste em uma cruz esmaltada de branco ao redor de uma coroa de carvalho de ouro. No centro está um medalhão esmaltado de verde e borda de ouro com o monogramma "W" (por Guilherme, o fundador).
  • A estrela da ordem consiste em uma estrela de oito pontas de prata, ou em uma cruz de malta de prata (apenas para o Grão-Oficial). No centro está um medalhão esmaltado de verde e borda de ouro com o monogramma "W" (por Guilherme, o fundador) rodeado por um círculo esmaltado de vermelho com o lema Je Maintiendrai ("Eu manterei"), hoje lema dos Países Baixos.
  • A medalha (ouro, prata ou bronze) da ordem consiste em um octógono com os motivos da ordem na frente, enquanto no verso se encontra gravada uma coroa de folhas de carvalho.
  • A fita da ordem é amarela com três faixas verde escuro.

Textos legislativosEditar

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Ordem da Coroa de Carvalho
  • [1] Distinciones honoríficas del Gran Ducado de Luxemburgo / en francés
  • [2] Orden de la Corona de Roble / en francés