Ormosia altimontana

Ormosia altimontana é uma árvore da família Fabaceae.[1] A espécie foi descrita pela primeira vez pelos botânicos brasileiros José Eduardo Meireles e Haroldo Cavalcante de Lima no dia 4 de novembro de 2013. Ela mostra afinidades morfológicas com O. friburgensis e O. ruddiana, das quais se distingue por apresentar flores ligeiramente maiores, menos folíolos e por esses folíolos possuírem nervuras secundárias proeminentes, face abaxial tomentosa e pulvínulos maiores.[2]

Como ler uma infocaixa de taxonomiaOrmosia altimontana
Taxocaixa sem imagem
Estado de conservação
Espécie não avaliada
Não avaliada
[1]
Classificação científica
Domínio: Eukariota
Reino: Plantae
Sub-reino: Viridiplantae
Infrarreino: Streptophyta
Superdivisão: Embryophyta
Divisão: Tracheophyta
Subdivisão: Spermatophytina
Classe: Magnoliopsida
Superordem: Rosanae
Ordem: Fabales
Família: Fabaceae
Gênero: Ormosia
Espécie: O. arborea
Nome binomial
Ormosia altimontana
Meireles & H.C. Lima

Referências

  1. a b «Fabaceae» (em inglês, espanhol, e português). Flora do Brasil 2020 em construção. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Consultado em 6 de maio de 2018 
  2. Descrição:
  Este artigo sobre leguminosas (família Fabaceae), integrado no Projeto Plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.