Ortuinus Gratius

Hardwin von Grätz (Holtwick, Vestfália, 1475Colônia, 22 de Maio de 1542) foi humanista, escolástico, erudito e teólogo alemão. Foi discípulo de Alexander Hegius e Pedro de Ravenna (1448-1508)[1], tendo se contemporizado com os teólogos e dominicanos da Universidade de Colônia na controvertida questão com Johannes Reuchlin, tendo recebido inúmeros ataques por parte de uma geração mais jovem, que estavam descontentes com suas traduções do convertido judeu Johannes Pfefferkorn (1469-1523)[2][3][4].

Ortuinus Gratius
(1475-1542)
Nascimento 1475
Holtwick, Vestfália,  Alemanha
Morte 22 de maio de 1542
Colônia,  Alemanha
Nacionalidade  Alemanha
Ocupação Humanista, escolástico, erudito e teólogo alemão.

ObraEditar

  • Fasciculus rerum expetendarum ac fugiendarum (Colônia, 1535), uma coletânea de mais ou menos sessenta e seis tratados de vários autores sobre a história eclesiástica e profana, dogmas e leis canônicas, compilados para revelar os elementos nocivos dentro do organismo da Igreja, e preparados de maneira para serem resolvidos num futuro concílio.

BibliografiaEditar

Veja tambémEditar

ReferencesEditar

  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.