Abrir menu principal

Os Directores é uma peça de teatro de Daniel Besse. Foi vencedor do Prémio Molière 2000.

SinopseEditar

Esta peça aborda as relações entre os directores de uma empresa de armamento pesado de um grande conglomerado econômico. Pressionados com a concorrência dos americanos, os personagens destilam um humor cáustico num diálogo cortante em que a competição, a inveja e a ambição aparecem como temas principais. Nos restaurantes elegantes de Paris, em campos de golfe, ministérios e galerias de arte, estes homens e mulheres travam a sua disputa e por trás destes ambientes sofisticados revela-se o cinismo e a vulgaridade do mundo regido pelas grandes corporações.

Elenco em PortugalEditar

Em Portugal, este espectáculo foi realizado em duas companhias diferentes, mas ambas, com a encenação de Joaquim Benite.

Na Companhia de Teatro do Noroeste, foi interpretada por: Adérito Lopes, Carla Magalhães, Carlos Borges, Castro Guedes, José Martins, Neuza Teixeira, Rui Barbosa e Bruno Mendes.

Na Companhia de Teatro de Almada, foi interpretada por: André Gomes, Carlos Vieira de Almeida, Francisco Costa, Joana Fartaria, Maria Frade, Marques D'Arede / Adérito Lopes, Morais e Castro e André Calado.

FonteEditar

Notas