Abrir menu principal

Os Noivos

romance
(Redirecionado de Os noivos)
Os Noivos
page=
Autor Alessandro Manzoni
Gênero Romance histórico
Data de publicação 1827

Os Noivos (em italiano: I promessi sposi) é um romance histórico italiano de Alessandro Manzoni, publicado pela primeira vez em 1827, em três volumes. Ele tem sido chamado o romance mais famoso e lido na língua italiana.[1]

I promessi sposi foi transformado em uma ópera de mesmo nome por Amilcare Ponchielli[2] em 1856 e por Errico Petrella[3] em 1869. Houve muitas versões cinematográficas, incluindo I promessi sposi (1908),[4] The Betrothed (1941)[5] The Betrothed (1990)[6] e Renzo e Lucia, feito para a televisão em 2004.[7]

Em maio de 2015, em uma audiência geral semanal na Praça de São Pedro, o Papa Francisco pediu aos casais de noivos que lessem o romance para edificação antes do casamento.[8]

TemáticaEditar

Situado no norte da Itália em 1628, durante os anos opressivos de domínio espanhol, é visto como um ataque velado ao Império Austríaco, que controlava a região na época em que o romance foi escrito (a versão definitiva foi publicada em 1842). Também é notável pela descrição extraordinária da praga que atingiu Milão por volta de 1630.

Trata-se de uma variedade de temas, desde a natureza covarde e hipócrita de um prelado (Don Abbondio) e a heroica santidade de outros padres (Padre Cristoforo, Federico Borromeo), até a força inabalável do amor (a relação entre Renzo e Lucia, e sua luta para finalmente encontrar-se novamente e casar-se), e oferece alguns insights sobre os meandros da mente humana.

PublicaçãoEditar

Paralelamente à escrita de seu romance, Manzoni se dedicava a estudar as distinções entre o domínio do poeta e o domínio do historiador e entre história e ficção, como se pode ver em uma carta sua ("Lettre à M. chauvet sur l'unité de temps et de lieu dans la tragédie") publicada em 1820 em Paris, e em seu ensaio "Del Romanzo storico", publicado em 1850, mas escrito a partir de 1827.[9] Ao longo de sua vida, Manzoni passou a se tornar mais crítico das aproximações entre ficção e verdade histórica, afirmando que todo o trabalho histórico (incluindo o romance) deve tentar se ater apenas àquilo que pode ser comprovado como verdade.[9][10] Esta mudança de concepção levaria Manzoni a publicar, na edição de 1842 de "I promiessi sposi", um anexo chamado "Storia della colonna infame", um trabalho historiográfico realizado por Manzoni sobre o contexto de um dos capítulos de seu romance, ambientado durante a praga de 1630 na Itália.[10]

Referências

  1. Archibald Colquhoun. Manzoni and his Times. J. M. Dent & Sons, London, 1954.
  2. http://opera.stanford.edu/Ponchielli/ Stanford University (website); List of operas written by Amilcare Ponchielli (acessado em 16 de agosto de 2012)
  3. Sebastian Werr: Die Opern von Errico Petrella; Edition Praesens, Vienna, 1999
  4. De Berti, Raffaele; Bertellini, Giorgio (17 de março de 2018). «Milano Films: The Exemplary History of a Film Company of the 1910s». Film History. 12 (3): 276–287. JSTOR 3815357 
  5. «The Spirit and the Flesh». 30 de outubro de 1948 – via www.imdb.com 
  6. «Cópia arquivada». Consultado em 15 de janeiro de 2017. Arquivado do original em 28 de junho de 2011 
  7. «Renzo e Lucia». 13 de janeiro de 2004 – via www.imdb.com 
  8. «Cópia arquivada». Consultado em 28 de maio de 2018. Arquivado do original em 28 de junho de 2015 
  9. a b Ragusa 2003, p. 46.
  10. a b Povolo 2014, p. 11.

BibliografiaEditar

LivrosEditar

  • Povolo, Claudio (2014). «Introduction». The Novelist and the Archivist: Fiction and History in Alessandro Manzoni's The Betrothed. Frankfurt: Springer 
  • Ragusa, Olga (2003). «Alessandro Manzoni and developments in the historical novel». In: Bondanella, Peter; Ciccarelli, Andrea. The Cambridge Companion to the Italian Novel. [S.l.]: Cambridge University Press. pp. 42–60 

Ligações externasEditar