Públio Cornélio Maluginense (tribuno consular em 404 a.C.)

Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Públio Cornélio Maluginense.
Públio Cornélio Maluginense
Tribuno consular da República Romana
Tribunato 404 a.C.

Públio Cornélio Maluginense (em latim: Publius Cornelius Maluginensis) foi um político da gente Cornélia nos primeiros anos da República Romana, eleito tribuno consular em 404 a.C.. Era filho de Marco Cornélio Maluginense, cônsul em 436 a.C., e pai de Públio Cornélio Maluginense, tribuno consular em 397 e 390 a.C. e cônsul em 393 a.C., de Sérvio Cornélio Maluginense, tribuno consular por sete vezes entre 386 e 368 a.C., e de Marco Cornélio Maluginense, tribuno consular em 369 a.C.[1]

Tribuno consular (404 a.C.)Editar

Em 404 a.C., foi eleito tribuno consular com Caio Valério Potito Voluso, Cneu Cornélio Cosso, Cesão Fábio Ambusto, Mânio Sérgio Fidenato e Espúrio Náucio Rutilo.[2]

Roma, enquanto continuava o cerco a Veios iniciado no anterior, voltou suas atenções aos volscos, que foram derrotados numa batalha campal entre Ferentino e Ecetra. Os romanos conseguiram conquistar a cidade volsca de Artena, graças principalmente à traição de um escravo, que indicou aos soldados uma passagem que levava diretamente à fortaleza e a partir da qual puderam atacar os defensores.[2]

Finalmente, os romanos estabeleceram uma colônia em Velletri (Velletriae).[3]

Ver tambémEditar

Tribuno consular da República Romana
 
Precedido por:
'Tito Quíncio Capitolino Barbato

com Aulo Mânlio Vulsão Capitolino
com Quinto Quíncio Cincinato II
com Lúcio Fúrio Medulino II
com Caio Júlio Julo II
com Mânio Emílio Mamercino

Espúrio Náucio Rutilo III
404 a.C.

com Cneu Cornélio Cosso
com Mânio Sérgio Fidenato
com Cesão Fábio Ambusto
com Públio Cornélio Maluginense
com Caio Valério Potito Voluso III

Sucedido por:
'Mânio Emílio Mamercino II

com Marco Quintílio Varo
com Lúcio Valério Potito III
com Lúcio Júlio Julo
com Ápio Cláudio Crasso Inregilense Sabino
com Marco Fúrio Fuso


Referências

  1. Broughton 1951, p. 47.
  2. a b Lívio, "Ab Urbe Condita libri" IV, 4, 61.
  3. Lívio, "Ab Urbe Condita libri" V, 16-17

BibliografiaEditar

  • T. Robert S., Broughton (1951). The Magistrates of the Roman Republic. Volume I, 509 B.C. - 100 B.C. (em inglês). I, número XV. Nova Iorque: The American Philological Association. 578 páginas