Pablo Komlós

Pablo Komlós (Budapeste, 15 de setembro de 1907Porto Alegre, 26 de março de 1978) foi um maestro húngaro ativo na Europa, Uruguai e Brasil, onde faleceu.[1]

Pablo Komlós
Nascimento 15 de setembro de 1907
Budapeste
Morte 26 de março de 1978
Porto Alegre
Cidadania Brasil
Ocupação maestro

Fez seus estudos de regência e composição na Academia Real da Hungria, sob a orientação dos compositores Kodály e Wainer. Com 18 anos já estreava como regente de óperas no Teatro Municipal de Budapeste. Mais tarde se transferiu para Munique, onde aperfeiçoou seus estudos e deu diversos concertos. Seguiu para Troppau, na Tchecoslováquia, para assumir o cargo de diretor da ópera local, e logo passou para Praga, apresentando-se no Teatro Alemão. Voltando a Budapeste, assumiu a direção do Teatro Municipal, onde permaneceu até 1939, quando se demitiu e mudou-se para a América, em razão do início da Segunda Guerra Mundial.[2]

Por mais de 10 anos trabalhou em Montevidéu, no Uruguai e, em 1950, mudou-se para Porto Alegre, no estado do Rio Grande do Sul, assumindo a organização e regência da recém-fundada Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (OSPA), onde se manteve até 1978.[3] À frente da OSPA, tornou-se uma das mais dinâmicas personalidades musicais do Rio Grande do Sul em sua época.

Ver tambémEditar

BibliografiaEditar

Referências

Ligações externasEditar

Precedido por
Diretor artístico, regente principal, Orquestra Sinfônica de Porto Alegre
1950–1978
Sucedido por
David Machado