Pacífico de San Severino

religioso, padre, místico e santo italiano


Pacífico de San Severino (1 de março de 1653 - 24 de setembro de 1721), nascido Carlo Antonio Divini, era um padre católico romano italiano conhecido por ser um fazedor de milagres.

Pacífico de San Severino
Padre da Ordem dos Frades Menores
Nascimento San Severino, Macerata, Estados Papais 
1 de março de 1653
Morte San Severino, Macerata, Estados Papais 
24 de setembro de 1721 (68 anos)
Nome nascimento Carlo Antonio Divini
Nome religioso Frei Pacífico de San Severino
Progenitores Mãe: Mariangela Bruni
Pai: Antonio Maria Divini
Beatificação 4 de agosto de 1786
Basílica de São Pedro
por Papa Pio VI
Canonização 26 de maio de 1839
Basílica de São Pedro
por Papa Gregório XVI
Atribuições Hábito franciscano
Gloriole.svg Portal dos Santos

Foi beatificado em 4 de agosto de 1786 e canonizado como santo em 1839.

VidaEditar

Pacífico de San Severino nasceu em San Severino como filho de Antonio Maria Divini e Mariangela Bruni. Seus pais morreram logo após sua confirmação, quando ele tinha três anos. Ele sofreu privações até dezembro de 1670, quando tomou o hábito franciscano na Ordem dos Reformati em Forano em Marca de Ancona.[1]

Pacífico foi ordenado ao sacerdócio em 4 de junho de 1678 e serviu como professor de filosofia de 1680 a 1683 para os membros mais novos da ordem. Depois disso, ele trabalhou por quatro ou cinco anos como missionário nas áreas circunvizinhas até que sofreu de claudicação e surdez, além de cegueira, e não pôde continuar dando missões. Ele então cultivou a vida contemplativa. Sujeito durante toda a sua vida a intensas dores corporais, “buscou conforto e alívio somente em Deus, e foi por ele favorecido com maravilhosas graças sobrenaturais e com o dom de fazer milagres”. [2] Ele disse ter "suportado seus males com paciência angelical, operado vários milagres e foi favorecido por Deus com êxtases". [1]

Embora tenha sofrido constantemente de 1692 a 1693, ocupou o posto de Guardião no convento de Santa Maria delle Grazie em San Severino, onde morreu mais tarde em 24 de setembro de 1721.[1]

SantidadeEditar

O processo de canonização começou em 1740 com o Papa Bento XIV, em um movimento que lhe concedeu o título de Servo de Deus como primeira etapa. O Papa Pio VI o beatificou em 4 de agosto de 1786; O Papa Gregório XVI o canonizou em 26 de maio de 1839. Sua festa é celebrada em 24 de setembro. Pacífico é considerado o santo padroeiro das pessoas com dores crônicas.

Os locais nomeados em homenagem a Pacífico são relativamente poucos; uma igreja na América do Norte, uma capela em Humphrey, Nova York, leva seu nome.[3]

Referências

FontesEditar

Este artigo incorpora texto da Catholic Encyclopedia, publicação de 1913 em domínio público.

Ligações externasEditar