Abrir menu principal
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde janeiro de 2017). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.
Índia Padum

पदम

 
  Bloco  
Padum town ,Zanskar.jpg
Padum está localizado em: Jammu e Caxemira
Padum
Localização de Padum em Jamu e Caxemira
Coordenadas 33° 27' 50" N 76° 52' 43" E
Estado Jamu e Caxemira
Distrito Kargil
Bloco Zanskar
Altitude 3 670 m
População (2000)
 - Total ~1 000

Padum (em hindi: पदम) é a maior aldeia e o centro administrativo do vale do Zanskar, no Ladaque, noroeste da Índia. Administrativamente pertence ao estado de Jamu e Caxemira, ao distrito de Kargil e ao tesil ao bloco de Zanskar. Em 2000 tinha cerca de mil habitantes.

A aldeia situa-se a 3 670 metros de altitude, junto ao rio Tsarap (ou Lungnak), um dos principais braços do rio Zanskar, o qual toma esse nome a jusante da confluência do Tsarap com o Doda (ou Stod), situada a nordeste de Padum. Encontra-se 230 km a sudeste de Kargil, 78 km a sudeste do passo de montanha Pensi La (4 400 m de altitude), um dos poucos pontos de acesso do Zanskar, 32 km a sul de Zangla (distâncias por estrada) e pouco mais de 100 km em linha reta a sudoeste de Leh, que por estrada fica a 440 km. Devido à neve, a única estrada que liga o Zanskar com o resto do mundo só está aberta entre meados de junho e meados de outubro. No inverno, o único acesso a pé é através do leito gelado do rio Zanskar.

Deve o seu nome a Padmasambhava, o guru indiano que introduziu o budismo tântrico no Tibete no século VIII. No passado foi, juntamente com Zangla, uma das duas capitais do reino de Zanskar. O centro histórico da aldeia esitua-se abaixo da gompa e antigo palácio real (Khar), atualmente em ruínas, onde há dois grandes chortens acima dos antigos edifícios. Nos arredores de Padum há dois mosteiros budistas importantes: o de Bardan e o de Karsha.

A maioria dos habitantes, como no resto do Zanskar é de ascendência tibetana e segue o budismo tibetano. Há uma minoria significativa, que representa cerca de 40% da população e que é muçulmana, na sua maior parte de etnia balti, descendente de imigrantes que ali se instalaram no século XVII.

FontesEditar

  • Osada (2000), Mapping the Tibetan World, ISBN 0-9701716-0-9 (em inglês), Tóquio: Kotan Publishing 
  • Rizvi, Janet (1996), Ladakh: Crossroads of High Asia, ISBN 9780195645460 (em inglês) 2.ª ed. , Deli: Oxford University Press India 
  • Schettler, Margret; Schettler, Rolf (1981), Kashmir, Ladakh & Zanskar: A Travel Survival Kit, ISBN 9780908086214 (em inglês), Lonely Planet 
 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Padum