Paint It, Black

Single de The Rolling Stones

"Paint It, Black" é uma canção da banda inglesa The Rolling Stones, tendo sido lançada na forma de single (compact disc) e na versão estadunidense do álbum Aftermath (long play), e foi justamente como primeiro single deste LP do grupo que ela foi lançada oficialmente, em 13 de maio de 1966.[6]

"Paint It, Black"
Single de The Rolling Stones
Lado B "Stupid Girl" (EUA) "Long Long While" (UK)
Lançamento 7 de maio de 1966 (EUA) 13 de maio de 1966 (UK)
Gravação 6 de maio de 1966 - 9 de maio de 1966, RCA Studios, Hollywood
Gênero(s)
Duração 3:45 (versão mono single) 3:22 (versão álbum stereo)
Gravadora(s)
Composição Mick Jagger e Keith Richards
Produção Andrew Loog Oldham[5]

"Paint It Black" chegou ao número um na Billboard Hot 100 e na UK Singles Chart. A canção tornou-se o terceiro número um dos Rolling Stones nos EUA e o sexto no Reino Unido.[7][8] Desde seu lançamento original, a canção continua influente como o primeiro número um a possuir sitar, particularmente no Reino Unido onde foi para as paradas em duas outras ocasiões e continua sendo objeto de vários covers, compilações e aparições em filmes.[9]

CréditosEditar

Os créditos da composição são da dupla Mick Jagger e Keith Richards, e de Brian Jones pela criação do famoso riff de guitarra na abertura.

Em suas autobiografias, Bill Wyman diz que a composição foi um esforço de toda a banda, creditada erroneamente a Jagger e Richards pela gravadora. O caso é que Aftermath foi o primeiro álbum dos "Stones" em que todas as músicas foram creditadas à dupla Jagger / Richards.

MúsicosEditar

Referências

  1. "'Paint It, Black' a glorious Indian raga-rock riot that will send the Stones back to #1", Nicholas Schaffner, The British invasion: from the first wave to the new wave, (McGraw-Hill, 1982) ISBN 0-07-055089-1
  2. «The 50 best psychedelic rock albums of the Summer of Love». BrooklynVegan. 16 de junho de 2017. Consultado em 12 de janeiro de 2019. ... the raga rock of 'Paint It Black' in '66. 
  3. «500 Greatest Albums of All Time: 108. Aftermath – The Rolling Stones». Rolling Stone. Janeiro 2003. Consultado em 6 de janeiro de 2020. Arquivado do original em 14 de agosto de 2011 
  4. DeRogatis, Jim (2003). Turn On Your Mind: Four Decades of Great Psychedelic Rock. [S.l.]: Hal Leonard Corporation. p. 54. ISBN 0-634-05548-8 
  5. a b Rice, Jo (1982). The Guinness Book of 500 Number One Hits 1st ed. Enfield, Middlesex: Guinness Superlatives Ltd. p. 101. ISBN 0-85112-250-7 
  6. Richie Unterberger. «Aftermath - Review». allmusic.com. Consultado em 26 de novembro de 2018 
  7. «Rolling Stones - Hot 100». billboard.com. Consultado em 26 de novembro de 2018 
  8. «Official Charts - Rolling Stones». officialcharts.com. Consultado em 26 de novembro de 2018 
  9. Visconti, Tony (2014). 1,001 Songs You Must Hear Before You Die 4th ed. New York, NY: Universe Publishing. p. 175. ISBN 9780789320896 
  Este artigo sobre um single é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.