Abrir menu principal
Vista do palácio na Piazza Santi Apostoli.
Gravura de Piranesi (séc. XVIII).

Palazzo Chigi-Odescalchi, conhecido também como Palazzo Chigi ai Santi Apostoli, é um palácio barroco e neorrenascentista localizado na Piazza Santi Apostoli, no rione Trevi de Roma.

Índice

HistóriaEditar

O edifício original, retrabalhado por Carlo Maderno, pertencia à família Colonna, que, em 1622, o vendeu à Ludovisi Boncompagni e depois o comprou de volta poucos anos depois. Em 1661, o palácio, cedido em usufruto ao cardeal Flavio Chigi, foi objeto de uma importante transformação por obra de Gian Lorenzo Bernini por volta de 1665[1]. Em 1745, o edifício passou para o príncipe Baldassare Odescalchi e foi novamente ampliado, desta vez por Nicola Salvi e Luigi Vanvitelli. Finalmente, em 1887, o palácio foi danificado por um incêndio: a fachada na Piazza Santi Apostoli foi restaurada e a que fica ao longo da Via del Corso foi totalmente reconstruída por Raffaelo Ojetti.

DescriçãoEditar

Particularmente importante é a porção original do palácio, cuja fachada foi idealizada por Bernini. Idealizada no século XVII, ela pode ser considerada um verdadeiro modelo para a fachada de diversos palácios barrocos italianos e europeus. Bernini de fato apresentou também um projeto para a fachada do Museu do Louvre, que jamais foi realizada. Este projeto depois foi a base de importantes projetos, como o do Palácio Real de Estocolmo, desenhado por Nicodemus Tessin, o Jovem, que estudou no estúdio de Bernini.

Antes das sucessivas ampliações, a fachada apresentava um corpo avançado na parte central, definido por lesenas colossais e coroado por uma balaustrada no topo. Este corpo avançado foi ocultado no século XVIII, quando a fachada foi redesenhada, mas o estilo do projeto de Bernini foi mantido. Nela se abrem dois portais que levam a um pátio interno porticado realizado por Carlo Maderno e decorado com várias estátuas. Decididamente eclética, a fachada na Via del Corso, construída em neorrenascentista com base nos palácios florentinos do século XV.

Referências

  1. Wittkower, Rudolf. Arte y arquitectura en Italia 1600-1750 (em espanhol). [S.l.]: Cátedra. ISBN 978-84-376-2409-9 

BibliografiaEditar

  • Norberg - Schulz, C. (1998). Architettura Barocca (em italiano). Martellago (Venezia): Electa. ISBN 88-435-2461-5