Palmira, regina di Persia

Palmira, regina di Persia é uma ópera do compositor italiano Antonio Salieri. Um dramma eroicomico em dois atos, tem libreto de Giovanni de Gamerra.

Salieri combinou elementos da ópera cômica e da ópera heroica para produzir uma obra que foi um sucesso popular desde sua primeira performance, parcialmente devido à encenação grandiosa que ela exige.

Foi executada pela primeira vez no Kärntnertortheater, em Viena, a 14 de outubro de 1795, e foi encenada 39 vezes na capital austríaca entre aquela data e 1798. Também foi apresentada na Alemanha, em tradução para o idioma local.

A ópera se passa na antiga Pérsia; três reis, chegando respectivamente sobre um camelo, um elefante e um cavalo, disputam a honra de matar um monstro e conquistar a mão da princesa persa Palmira.

PapeisEditar

Papel Voz Estreia, 14 de outubro de 1795
(Maestro: - )
Alto sacerdote baixo
Palmira, uma princesa soprano
Alderano, Rei do Egito baixo
Oronte, Rei da Cítia baixo
Alcidoro, Rei da Índia tenor
Dario, Rei da Pérsia baixo


BibliografiaEditar