Abrir menu principal

Pangeia

super continente da era Paleozóica
Mapa de Pangeia
Animação mostrando separação da Pangeia

Designa-se por Pangeia o continente que, descrito pela deriva continental, existiu entre 200 a 540 milhões de anos, durante a era Paleozoica, segundo estudos.

EtimologiaEditar

A palavra origina-se do fato de todos os continentes estarem juntos (pan do grego = todo, inteiro) e exprime a noção de totalidade, universalidade, formando um único bloco de terra (gea) ou Geia, Gaia ou Ge como a Titã grega que personificava a terra com todos os seus elementos.

MegacontinentesEditar

 
O cabo de Santo Agostinho, no estado brasileiro de Pernambuco, foi último ponto de ruptura entre a América do Sul e a África[1]

Passaram-se milhões de anos até que a Pangeia se fragmentou, dando origem a dois megacontinentes: Gondwana e Laurásia. Esta separação ocorreu lentamente e ocorreu deslocando sobre um subsolo oceânico de basalto.

GondwanaEditar

 Ver artigo principal: Gondwana

A parte correspondente à América do Sul, África, Austrália e Índia, denominava-se Gondwana (região da Índia).

LaurásiaEditar

 Ver artigo principal: Laurásia

O resto do continente, onde estava a América do Norte, Europa, Ásia e o Ártico se denomina Laurásia. A Pangeia era cercada por um único oceano, Pantalassa.[2]

ExistênciaEditar

A existência de Pangeia foi sugerida pela primeira vez no início do século XX pelo meteorologista alemão Alfred Wegener, o que criou uma gigante polêmica entre a classe científica da época. Wegener teve como ponto de partida para a sua teoria os contornos semelhantes das costas da América e de África, os quais formariam um encaixe quase perfeito. No entanto, não foi esta observação que foi usada como prova na sua fundamentação científica, mas a comparação dos fósseis encontrados nas regiões brasileira e africana, e a constatação de que os animais que lá tinham vivido eram os mesmos. Como estes não seriam capazes de atravessar um oceano, Wegener concluiu que tinham vivido no mesmo ambiente em tempos remotos.

Esta teoria não foi inicialmente aceita, sendo até ridicularizada pela classe científica. Foi confirmada somente em 1940, 10 anos após a morte de Alfred Wegener.

Ver tambémEditar

Notas e Referências

  1. «Cabo de Santo Agostinho, em Pernambuco, já foi vizinho da África». UOL. Consultado em 16 de junho de 2019 
  2. «Pangeia». Consultado em 14 de maio de 2009 

Ligações externasEditar

O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Pangeia
  Este artigo sobre Geologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.