Partido Socialista Islandês

O Partido Socialista Islandês (em islandês: Sósíalistaflokkur Íslands; SFÍ) é um partido socialista da Islândia, fundando no Dia Internacional dos Trabalhadores (1 de maio) em 2017 .

O fundador do partido foi o editor e autor Gunnar Smári, que no lançamento do partido declarou que este seria "um defensores dos assalariados e de todos os que são pobres, invisíveis e sem poder. Os opositores do Partido Socialista Islandês são os ricos e aqueles que servem os seus interesses".[1] Os pontos principais do seu programa são:

  • "Condição de vida humanas" no que se refere a salários, subsídios de desemprego, pensões e empréstimos a estudantes.
  • Um sistema de saúde gratuito sem pagamentos adicionais.
  • Redução do horário de trabalho.
  • Um reforma do sistema fiscal, com impostos mais altos para os ricos e mais baixos para os assalariados.

Segundoo Gunnar Smári o partido tinha 1.400 membros quando foi fundando. No principio de maio de 2017, uma comissão temporário foi escolhida para preparar um "Congresso socialista" no Outono desse ano.[2] Antes do congresso o partido selecionou quatro comités entre os seus membros por sorteio, responsáveis pela saúde, habitação, segurança social e democratização da sociedade.[3]

O partido não concorreu nas eleições de 2017, já que se declarou como estando ainda em construção," mas apresentou listas em Reiquiavique e Kópavogur nas eleições municipais de 26 de maio de 2018.[4] Em Reiquiavique, elegeu um em 23 lugares, com 6,4% dos votos.[5]

Referências

  1. «Gunnar Smári stofnar Sósíalistaflokk Íslands». RÚV (em islandês). 11 de abril de 2017. Consultado em 25 de setembro de 2021 
  2. «Sósíalistaflokkur Íslands stofnaður». RÚV (em islandês). 1 de maio de 2017. Consultado em 3 de setembro de 2021 
  3. «Socialists make policy by sortition». sosialistaflokkurinn.is (em inglês). 3 de julho de 2017. Consultado em 3 de setembro de 2021 
  4. «Sósíalistaflokkurinn birtir framboðslista fyrir Reykjavík og Kópavog». Vísir.is (em islandês). 1 de maio de 2018. Consultado em 3 de setembro de 2021 
  5. «Reykjavik Elections: Conservatives Come Out Ahead, Socialist Wins Seat». The Reykjavík Grapevine (em inglês). 27 de maio de 2018. Consultado em 3 de setembro de 2021 

Ligações externas editar

  Este artigo sobre a Islândia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.