Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde agosto de 2010). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Patágio de um esquilo-voador


Patágio é o nome dado à membrana que liga as patas dianteiras às traseiras de determinados animais e que tem a função de fazê-los planar. A estrutura encontra-se em grupos extintos de animais, incluindo determinados morcegos e aves e alguns dromaeossauros, pterossauros, mamíferos que voam e dragões-voadores.

Índice

MorcegosEditar

 
Asa de morcego virada contra a luz

Nos morcegos, a membrana que forma a superfície da asa (feita de pele) é uma extensão da pele do abdómen até à ponta de cada dedo.

O patágio de um morcego tem quatro partes distintas:

  • Propatágio ou membrana antebraquial - presente desde o pescoço até o primeiro dígito.
  • Dactilopatágio - que se encontra entre os dedos
  • Plagiopatágio ou endopatágio - entre o último dedo (a contar da direita para a esquerda) e os membros anteriores
  • Uropatágio ou membrana interfemural - entre os dois membros anteriores

PterossaurosEditar

Nos pterossauros, o patágio também é composto de pele formando a superfície lisa. Nestes ornithodiras (o clado do pterossauro) a pele estende-se até à ponta do quarto dedo (o mais longo) de cada mão.

O patágio de um pterossauro tinha três partes, sendo a quarta hipotética:

  • Propatágio ("primeira membrana") - entre o pulso e o ombro
  • Braquiopatágio ("membrana do braço") - entre o quarto dedo dos membros posteriores aos membros anteriores
  • Uropatágio ou cruropatágio - entre os membros anteriores (se inclui cauda leva "uro" e se não incluir leva "cruro" antes de "patágio")
  • Podopatágio - (hipoteticamente) entre os membros anteriores e cauda, sem chegar à borda

Mamíferos que voamEditar

 
Esquilo-voador a planar

Os esquilos-voadores, colugos, espécies da família anomaluridae e outros mamíferos também possuem patágio que se estende entre os membros, como os morcegos e pterossauros, e também propatágio e uropatágio. Embora os membros não sejam tão especializados para planar como nos restantes, a membrana tende a ser um órgão igualmente complexo, com vários grupos musculares e fibras.[1][2]

Diversas espécies possuem ossos estiliformes (em forma de estilete) para suportar as membranas no cotovelo (colugos, anomaluridae, pseudochirulus) ou no pulso (esquilos-voadores).

RépteisEditar

 
Espécie do género Draco

Alguns répteis (especialmente lagartos) possuem uma extensão de pele parecida com um para-quedas que captura o ar e permite um voo pesado sem o uso de propulsão. É o caso dos dragões-voadores (género Draco).

AvesEditar

Nas aves, o propatágio é uma dobra elástica de pele estendendo-se do ombro à articulação do carpo, formando a borda principal da asa interna.[3]

Referências

  1. Functional anatomy of gliding membrane muscles in the sugar glider (Petaurus breviceps).
  2. Evolutionary transformation of the cervicobrachial plexus in the colugo (Cynocephalidae: Dermoptera) with a comparison to treeshrews (Tupaiidae: Scandentia) and strepsirrhines (Strepsirrhini: Primates). Folia Morphol (Warsz). 2012 Nov;71(4):228-39.
  3. King, Antony S. (1985). Raikow RJ Locomotor system. Form and function in birds Vol3. London [u.a.]: Acad. Press. ISBN 9780124075030