Abrir menu principal

Patinação artística nos Jogos Olímpicos de Inverno de 2002 - Duplas

MedalhistasEditar

Escândalo na arbitragemEditar

Na competição de duplas da patinação artística, os representantes da Rússia (Elena Berezhnaya e Anton Sikharulidze) e do Canadá (Jamie Salé e David Pelletier), eram considerados os favoritos à conquista do ouro. Especialistas apontaram a performance russa mais difícil, porém contendo mais erros (incluindo um grave no último passo), e a vitória canadense era tomada como certa.[1] O público aparentemente, incentivava a vitória da dupla. Com o anúncio das notas, a vitória fora para a dupla russa. Comentaristas imediatamente contestaram a decisão, dizendo que era impossível para Berezhnaya e Sikharulidze vencer Salé e Pelletier.[2]

 
A dupla canadense Jamie Salé e David Pelletier.

Os árbitros da Rússia, da Polônia, da China, da Ucrânia e da França haviam dado notas melhores para os russos. Os árbitros dos Estados Unidos, do Canadá, da Alemanha e do Japão haviam escolhido os canadenses. Quase que imediatamente, suspeitas de manipulação recaíram sobre a árbitra francesa, Marie-Reine Le Gougne. Posteriormente, Le Gougne revelou que foi pressionada pelo chefe da federação francesa, Didier Gailhaguet, a colocar a dupla russa em primeiro lugar. Esse ato faria parte de um esquema para beneficiar a dupla francesa na competição de dança no gelo, que seria realizada em alguns dias.[3]

A reação no Canadá e nos Estados Unidos foi de revolta. O sentimento em relação aos russos, entretanto, era de que eles não poderiam ser punidos pelos atos de um único árbitro. A Federação Internacional de Esqui e o Comitê Olímpico Internacional decidiram, então, afastar Marie-Reine Le Gougne das competições,[4] elevar a dupla canadense ao primeiro lugar e manter a dupla russa com a medalha de ouro, já que não foi provada a participação dela no caso. Uma nova cerimônia de premiação foi realizada, com o hasteamento das bandeiras da Rússia e do Canadá no mesmo nível, para lamento da dupla russa.[5] Nenhuma dupla herdou a medalha de prata.[6]

ResultadosEditar

# Dupla País Pontos PC FS
1 Elena Berezhnaya / Anton Sikharulidze
Jamie Sale / David Pelletier
 RUS Rússia
 CAN Canadá
N/A
N/A
1
2
N/A
N/A
3 Shen Xue / Zhao Hongbo  CHN China 4.5 3 3
4 Tatiana Totmianina / Maxim Marinin  RUS Rússia 6.0 4 4
5 Kyoko Ina / John Zimmerman  USA Estados Unidos 7.5 5 5
6 Maria Petrova / Alexei Tikhonov  RUS Rússia 9.0 6 6
7 Dorota Zagorska / Mariusz Siudek  POL Polônia 11.0 8 7
8 Katerina Berankova / Otto Dlabola  CZE República Checa 11.5 7 8
9 Pang Qing / Tong Jian  CHN China 14.0 10 9
10 Jacinthe Lariviere / Lenny Faustino  CAN Canadá 16.5 13 10
11 Zhang Dan / Zhang Hao  CHN China 16.5 9 12
12 Anabelle Langlois / Patrice Archetto  CAN Canadá 18.0 14 11
13 Tiffany Scott / Philip Dulebohn  USA Estados Unidos 18.5 11 13
14 Mariana Kautz / Norman Jeschke  GER Alemanha 21.0 12 15
15 Aliona Savchenko / Stanislav Morozov  UKR Ucrânia 22.0 16 14
16 Tatiana Chuvaeva / Dmitri Palamarchuk  UKR Ucrânia 23.5 15 16
17 Olga Bestandigova / Jozef Bestandig  SVK Eslováquia 25.5 17 17
18 Natalia Ponomareva / Evgeni Sviridov  UZB Uzbequistão 27.0 18 18
19 Michela Cobisi / Ruben De Pra  ITA Itália 28.5 19 19
20 Maria Krasiltseva / Artem Znachkov  ARM Armênia 30.0 20 20
Legenda
  Recorde mundial (World record)   Recorde africano (African) Q Classificado por posição (Qualified)
  Recorde olímpico (Olympic record)   Recorde da América (Americas) q Classificado por melhor tempo (Qualified)
  Melhor marca do ano (World leading)   Recorde asiático (Asian) DNS Não largou (Did not start)
  Recorde nacional (National record)   Recorde europeu (European) DNF Não terminou (Did not finish)
  Recorde pessoal do atleta (Personal best)   Recorde da Oceania (Oceania) DSQ / DQ Desclassificado (Disqualified)
  Recorde da temporada do atleta (Season best)   Recorde sul-americano (South America) NM Sem marca (No mark)

ReferênciasEditar

  1. ESPN.com (12 de fevereiro de 2002). «NBC commentators surprised, shocked by judges» (em inglês). Consultado em 10 de junho de 2009 
  2. USAToday.com (13 de fevereiro de 2002). «No defense for bad judgment» (em inglês). Consultado em 10 de junho de 2009 
  3. Canada.com (16 de janeiro de 2009). «Figure skating doesn't lose lustre despite scandal, controversy» (em inglês). Consultado em 14 de junho de 2009. Arquivado do original em 5 de junho de 2015 
  4. International Skating Union (30 de setembro de 2002). «Sanctions relating to 2002 Olympic Winter Games Pair skating event» (pdf) (em inglês). Consultado em 10 de junho de 2009 
  5. LosAngelesTimes.com (16 de fevereiro de 2002). «It's an Outrage to Russians» (em inglês). Consultado em 10 de junho de 2009 
  6. SportsReference.com. «Figure Skating at the 2002 Salt Lake City Winter Games: Mixed Pairs» (em inglês). Consultado em 14 de junho de 2009