Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Paulino.

Paulino de Antioquia foi um pretendente ao patriarcado de Antioquia de 362 até 388dC.[1] Era apoiado por membros do partido eustatiano e um dos rivais de Melécio de Antioquia durante o chamado «Cisma Meleciano». Os eustatianos acusavam Melécio de ter sido consagrado por arianos e começaram a celebrar a liturgia em separado. Lúcifer de Cagliari consagrou Paulino como bispo, consolidando efetivamente o cisma.[1]

Vida e obrasEditar

 Ver artigos principais: Controvérsia ariana e Cisma meleciano

Paulino era «muito estimado por sua piedade».[1] Foi reconhecido como bispo por Jerônimo, a quem ordenou como sacerdote[2] e por Epifânio de Salamina.[3]

Paulino morreu em 388 dC. Seus seguidores foram apelidados «paulinianos»[4]

Ver tambémEditar

Precedido por
Melécio
Bispo de Antioquia
362-388
Sucedido por
Evágrio

Referências

  1. a b c   "Dictionary of Christian Biography and Literature to the End of the Sixth Century", Paulinus, bp. Eustathian party at Antioch, em inglês.
  2. «St. Jerome, Doctor of the Church». Catholic Online. Consultado em 4 de dezembro de 2010 
  3.   "Epiphanius of Salamis" na edição de 1913 da Enciclopédia Católica (em inglês). Em domínio público.
  4. «The Life of Our Holy Father Meletius, Archbishop of Antioch». Orthodox Christian Information Center  Parâmetro desconhecido |accessodato= ignorado (ajuda)