Abrir menu principal
Camera-photo.svg
Ajude a melhorar este artigo sobre Arquitetura ilustrando-o com uma imagem. Consulte Política de imagens e Como usar imagens.
Under construction icon-yellow.svg
Este artigo carece de caixa informativa ou a usada não é a mais adequada. Foi sugerido que adicionasse esta.

Dá-se o nome de Pedras das Ferraduras Pintadas ao um local situado a cerca de 1,5 km a norte da povoação das Benfeitas, freguesia de Destriz, Oliveira de Frades, aludindo à existência duma grande laje granítica, ligeiramente inclinada para Nascente, em que aparece uma numerosa composição gravada em baixo-relevo, com predomínio de sinais em forma de ferradura, e vários conjuntos de pontinhos disseminados por quase toda a superfície.

Essa laje mede 6,5 metros de comprimento e 3,5 metros de largura, apresenta-se retalhada por fendas e sulcos, alguns dos quais parecem artificialmente feitos, dividindo assim em diversas secções todo o conjunto, já apagado em grande parte pela acção dos agentes atmosféricos.

Aproveitando, entretanto, a ocasião em que o sol está mais baixo sobre o horizonte, nitidamente se podem distinguir os sinais que apresenta, e até mesmo aqueles que, por estarem mais desgastados, com dificuldade se distinguiriam em outras condições.

A gente da localidade diz que estão ali gravados ou pintados, embora não haja indício visível de cores “(Ali) se encontram os pés de todos os animais que haviam em outro tempo”, sendo também tradição que era naquele rochedo que ” (e onde) as mouras colocavam o ouro ao sol”.

Ao lado, na encosta, há uma nascente de água, a que o vulgo aplica o nome de Fonte dos Mouros; e, em volta da laje, aparecem ainda vários sinais sobretudo cruciformes, noutros penedos, que por vezes apresentam também entalhes diversos e fosseis.