Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Para outros santos de mesmo nome, veja São Pedro (desambiguação).
São Pedro de Cantuária
Abade da Abadia de Santo Agostinho
Nascimento século VI
Morte c. 607 ou depois de 614
Veneração por Igreja Católica; Igreja Ortodoxa
Canonização por culto confirmando em 1915
Festa litúrgica 6 de janeiro
Gloriole.svg Portal dos Santos

Pedro de Cantuária (em latim: Petrus),[1][2] foi abade beneditino e companheiro de Agostinho na missão gregoriana de cristianização da Inglaterra. Ele se tornou o primeiro abade do mosteiro que se tornaria a Abadia de Santo Agostinho. Ele foi enviado por Agostinho como emissário à Roma em 600 para levar notícias sobre a missão ao Papa Gregório I. A morte de Pedro é tradicionalmente datada em 607, mas evidências sugerem que ele estaria presente num concílio em Paris em 614 e provavelmente morreu após essa data.

Índice

Vida e obrasEditar

Presume-se que Pedro era nativo da Itália como os outros membros da missão gregoriana,[3] que fora enviada pelo papa Gregório I em 596 para cristianizar os anglo-saxões e retirá-los do paganismo anglo-saxônico. Ela desembarcou em Kent em 597 e logo converteu o rei Etelberto de Kent (Æthelberht), que deu à Agostinho as terras na qual ele fundaria o mosteiro que seria rebatizada em sua homenagem no futuro, Cantuária.[4]

O cronista medieval Beda relata que algum tempo após a chegada da missão à Inglaterra,[5] provavelmente no final de 600,[2] Pedro e o colega Lourenço foram enviados de volta a Gregório para levar-lhe notícias sobre os sucessos de Agostinho em Kent e para requisitar mais missionários.[5] Eles também levaram ao papa uma série de perguntas enviadas por Agostinho sobre como proceder com a missão e cujas respostas eles levaram quando retornaram a Kent no ano seguinte. Pedro se tornou o abade do mosteiro fundado em Cantuária, originalmente dedicado aos santos Pedro e Paulo, mas posteriormente re-dedicada a Santo Agostinho após a morte do líder da missão.[2] Beda descreve Pedro como sendo abade e presbítero.[6]

Morte e devoçãoEditar

Pedro se afogou quando cruzava o Canal da Mancha a caminho da Gália,[7] num lugar chamado de Ambleteuse, perto de Bolonha.[2] Ele foi apressadamente enterrado num local próximo, mas Beda relata que após um luz ter mantido a cova iluminada todas as noites, os locais perceberam que Pedro era um santo, exumaram seu corpo e o re-enterraram em Bolonha. A data real da morte é incerta e, como sua festa é celebrada em dois dias diferentes, 30 de dezembro ou 6 de janeiro, a informação não ajuda a resolver o mistério. Segundo Thomas de Elmham, um cronista do século XV, a morte teria ocorrido um ano, sete meses e três semanas após a de Agostinho. Se isto for verdade, ela teria então ocorrido entre 605 e 611.[2] Porém, essa informação está em contradição com fato de que Pedro estava presente no concílio de Paris de 614, convocado por Clotário II,[8] e é possível que ele tenha morrido justamente retornando de lá.[9]

Pedro é considerado um santo, com festa celebrada em 6 de janeiro. Seu culto foi confirmado em 1915.[1] Uma Vida de Pedro (Vita Petri), escrita por Eadmer no século XII, existe num manuscrito, mas é pouco confiável.[1] Há evidências de que Pedro tenha sido também venerado em Bolonha no século XV e um igreja ali estava associada a ele, embora seja improvável que o culto tenha se iniciado ali.[10]

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b c Walsh 2007, p. 482.
  2. a b c d e Hunt 2004.
  3. Blair 1990, p. 87.
  4. Mayr-Harting 1991, p. 61–63.
  5. a b Brooks 1984, p. 9–10.
  6. Brooks 1984, p. 88.
  7. Blair 1990, p. 74.
  8. Wood 1994, p. 7.
  9. Hayward 2001, p. 204.
  10. Hayward 2001, p. 206–207.

BibliografiaEditar

  • Brooks, Nicholas (1984). The Early History of the Church of Canterbury: Christ Church from 597 to 1066. Londres: Leicester University Press. ISBN 0-7185-0041-5 
  • Hayward, Paul Anthony (2001). «Justus». In: Lapidge, Michael; Blair, John; Keynes, Simon; Scragg, Donald. The Blackwell Encyclopaedia of Anglo-Saxon England. Malden, MA: Blackwell Publishing. pp. 267–268. ISBN 978-0-631-22492-1 
  • Hunt, William (2004). «Petrus (St Petrus) (d. 605x11)». In: Brooks, N. P. (revisor). Oxford Dictionary of National Biography. Oxford: Oxford University Press. doi:10.1093/ref:odnb/15176 
  • Walsh, Michael J. (2007). A New Dictionary of Saints: East and West. Londres: Burns & Oats. ISBN 0-86012-438-X 
  • Wood, Ian (janeiro de 1994). «The Mission of Augustine of Canterbury to the English». Speculum. 69 (1): 1–17. doi:10.2307/2864782 

Ligações externasEditar