Península de Macau

A Península de Macau é a parte constituinte mais antiga e populosa da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM) e tem aproximadamente uma área de 9,3 km². Localiza-se no sul da ilha de Zhongshan (antiga ilha de Xiangshan), província de Cantão, República Popular da China.

Mapa da Península de Macau emitida em 1889.

Possui uma população de 388 600 habitantes (cerca de 73,3% da população total da RAEM). Há muito tempo, foi uma ilha e só se transformou numa península posteriormente devido aos aterros naturais (acumulação de lama oriunda do Rio das Pérolas que depositaram principalmente na zona mais a norte, formando um istmo que a conecta à China Continental).

Actualmente, a Península está rodeado de água em todos os lados, excepto a norte, onde está conectada à cidade chinesa de Zhuhai, sendo a fronteira da Península demarcado pelo Posto Fronteiriço da Portas do Cerco (localizado no extremo-norte dela). A sul, está conectada à ilha da Taipa por 3 pontes (Ponte da Amizade, Ponte Governador Nobre de Carvalho, Ponte Sai Van). A distância entre o extremo-norte (Portas do Cerco) e o extremo-sul (Barra) da Península é aproximadamente de 4 km. A oeste, localiza-se o Porto Interior. Conta-se que os navegadores portugueses chegaram pela primeira vez a Macau desembarcando-se na costa ocidental da Península. Para atingirem a costa, eles tiveram que navegar pelas águas do Porto Interior. Finalmente, a este, localiza-se o Porto Exterior.

É na Península de Macau que se concentra a maior parte da população da RAEM, a principal actividade, sendo lá que se encontram os principais organismos político-administrativos, a maior parte da indústria, os principais serviços e equipamento cultural.

A Colina da Guia, com 90 metros, é o ponto mais alto da Península e é ali que se situa a Fortaleza da Guia. Muitas zonas marginais foram reclamados ao foz do Rio das Pérolas. Antigamente, antes dos aterros, no início do século XX, a Península só tinha apenas 3,2 km².

Antigamente, quando Macau ainda estava sob administração portuguesa (terminada no ano de 1999), a Península, administrativamente, corresponde ao Concelho de Macau, abolido logo após à formação da RAEM. Este concelho estava dividido em 5 freguesias actualmente sem poder administrativo, mas reconhecidos pelo Governo como divisões simbólicas:

HistóriaEditar

 Ver artigo principal: História de Macau

Segundo estudos arqueológicos, esta região foi povoada já por chineses há 4000 a 6000 anos. Durante o século XIII, um número considerável de chineses estabeleceram-se, construindo várias povoações no Norte, sendo o maior e o mais importante delas localizado na região de Mong-Há. Durante a Dinastia Ming, muitos pescadores oriundos de Cantão e de Fujian estabeleceram-se em Macau e foram eles que construíram o famoso Templo de A-Má. Os portugueses chegaram pela primeira vez no século XVI, mais precisamente no ano de 1554 ou 1557. Eles estabeleceram nesta península o primeiro entreposto comercial (depois cultural e religioso) europeu na China, no qual viria a originar a Cidade do Santo Nome de Deus de Macau, o orgulhoso e leal baluarte da presença e cultura portuguesa no longínquo Oriente.

Ver tambémEditar

ReferênciasEditar

Ligações externasEditar