Pentlandita

A pentlandita é um mineral pertencente ao sistema cúbico, de composição (Fe,Ni)9S8. Ocorre, geralmente, em agregados granulares[1], raramente em cristais[2]. Ocorre intercrescida com a pirrotita.[3] Foi descrita em 1856 por Joseph Barkley Pentland, a partir de amostras encontradas na província de Oppland, Noruega[4].

Características químicasEditar

É um sulfeto de ferro e níquel. Sua composição é: Fe 32,56%, NI 34, 21%% e S 33,23%[5]. Pode apresentar cobalto como impureza, formando uma série com a cobaltopentlandita[2].

EnsaiosEditar

Fusibilidade entre 1 e 2. Desprende odor de anidrido sulfuroso (H2S). Apresenta magnetismo ao ser aquecida. Quando calcinada, dá cor castanho-avermelhada à pérola de bórax, na chama oxidante. Dá a reação do níquel com a dimetilglioxima.[1]

Propriedades físicasEditar

Dureza: entre 3,5 e 4. Densidade: entre 4,6 e 5,0 - média 4,8. Cor: amarelo do bronze. Brilho: metálico. Traço: castanho claro do bronze. Transparência: opaca. Magnetismo: não-magnética. Clivagem: não apresenta; mostra fratura conchoidal.[1][6]

Referências

  1. a b c Dana, James D. - Manual de Mineralogia. 642 p. 15 anexos, ilustr. Rio de Janeiro: LTC Editora, 1969.
  2. a b http://rruff.info/doclib/hom/pentlandite.pdf Consultado em 29 de setembro de 2013
  3. http://www.mindat.org/min-3155.html Consultado em 29 de setembro de 2013
  4. http://www.mineral-s.com/pentlandita.html Consultado em 29 de setembro de 2013
  5. Mineral Data - http://webmineral.com/data/Pentlandite.shtml
  6. Mineral Data - http://webmineral.com/data/Pentlandite.shtml Consultado em 29 de setembro de 2013