Peter Wisoff

Peter Wisoff
Nascimento 16 de agosto de 1958 (62 anos)
Norfolk, Estados Unidos
Nacionalidade Estados Unidos norte-americano
Carreira espacial
Astronauta da NASA
Tempo no espaço 44d 08h 09m
Seleção 1990
Missões
Insígnia da missão Sts-57-patch.png Sts-68-patch.pngSts-81-patch.pngSts-92-patch.svg

Peter Jeffrey Kelsay Wisoff (Norfolk, 16 de agosto de 1958) é um ex-astronauta norte-americano, veterano de quatro missões no programa dos ônibus espaciais.

Formado em física pela Universidade da Virgínia em 1980 com mestrado e doutorado em física aplicada pela Universidade de Stanford em 1982 e 1986, Wisoff foi selecionado para treinamento no corpo de astronautas da NASA em 1990, tornando-se astronauta qualificado em janeiro de 1991, na função de especialista de missão.[1]

No trabalho em terra na NASA, ele exerceu as funções de comunicador de voo (CAPCOM) no controle da missão em Houston, e cargos técnicos referentes à verificação de software de voo e de avaliação de equipamentos e técnicas de atividades extraveiculares para a construção da Estação Espacial Internacional (ISS). Wisoff fez quatro viagens ao espaço entre 1993 e 2000, acumulando 56 horas em órbita e um total de 19 horas de caminhadas espaciais.

Sua primeira missão foi em junho de 1993, na STS-57 Endeavour, a primeira do ônibus espacial com o Spacehab, um módulo transportado na área de carga da Endeavour, destinado a experiências científicas na microgravidade e onde realizou seis horas de caminhadas no espaço testando ferramentas e posicionando antenas de satélites. Foi ao espaço novamente na Endeavour, missão STS-68, em 30 de setembro de 1994, que testou radares em órbita.[1]

Em janeiro de 1997, sua terceira missão foi na nave Atlantis, STS-81, entre 12 e 22 de janeiro de 1997. Nela, a Atlantis acoplou-se com a estação espacial russa Mir e realizou a troca de astronautas norte-americanos habitantes da estação.

Sua última missão espacial, na STS-92 Discovery, foi lançada em 11 de outubro de 2000, para trabalhar na expansão da estrutura da ISS durante treze dias e nela Wisoff realizou 13 horas de 'caminhadas espaciais' no trabalho de montagem. [1]

Casado com a também astronauta Tamara Jernigan, Wisoff trabalha hoje no Lawrence Livermore National Laboratory, na Califórnia.

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b c «Bio» (PDF). NASA. Consultado em 20 abril 2019