Pinkas haKehilot em hebraico: פנקס הקהילות
capa do livro, série, amostra.[1]
Autor(es) Yad Vashem
Idioma Hebraico e Yiddish
País Israel Israel
Lançamento 1976
Páginas 297 páginas

Pinkas haKehillot ou Pinkas Ha-kehilot, (hebraico: פנקס הקהילות; livro de comunidades judaicas; plural: Pinkasei haKehillot) Enciclopédia de Comunidades Judaicas desde a Sua Fundação até depois do Holocausto,[2] é o nome de cada volume de uma série de informações históricas coletadas de dados demográficos apresentados de comunidades Judaicas em países do Leste Europeu, a maioria das quais foram despovoadas e cujas populações foram exterminados no Holocausto. Pinkasei haKehillot é um dos mais importantes projetos realizados pelo Yad Vashem , em Jerusalém, de forma concisa, documentando este aspecto da história do Holocausto.[3][4]

ConteúdoEditar

Cada volume de Pinkas Hakehillot é produzido geograficamente, com nomes de localidade em Iídiche, bem como o idioma local. O conteúdo é composto de coleta de documentos, listas pessoais, memórias , na sua original de forma inédita, relatos históricos e ensaios dedicados à vida de comunidades Judaicas desde a antiguidade até o presente, incluindo mapas e de fotografias. O Pinkas tenta ilustrar "a vida que já foi e não está mais".

PrémiosEditar

Em 1973, o projeto foi premiado com o Israel Prêmio, por sua especial contribuição para a sociedade e o Estado.[5] Ele recebe o apoio financeiro da Fundação Memorial da Cultura Judaica.[3]

Notas e referênciasEditar