O polvilho, também chamado de fécula de mandioca, carimã ou goma, é o amido da mandioca.[1]

O polvilho azedo é um tipo modificado por processo de fermentação e secagem solar, apresentando características bem diversas do polvilho doce[1]. É utilizado para diversos fins culinários, como o preparo da massa para o pão-de-queijo, bolinho típico de Minas Gerais, de Goiás, de São Paulo, do Paraná, do Mato Grosso do Sul e outras regiões, e para a pamonha de carimã. Principal produtora é a cidade de Conceição dos Ouros, sul de Minas Gerais.[2][3]

Notas e Referências

  1. a b Bueno, Priscila Bueno. «Polvilho doce ou azedo: qual usar?». gazetadopovo.com.br. Consultado em 29 de dezembro de 2016 
  2. «Globo.com». revistagloborural.globo.com. Consultado em 2 de maio de 2021 
  3. «Conceição dos Ouros - MG». Guia do Turismo Brasil. Consultado em 2 de maio de 2021 

Ver também editar

Ligações externas editar

  Este artigo sobre culinária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.