Abrir menu principal
Ponte Ferroviária da Régua
O Rio Douro, visto do Peso da Régua; em primeiro plano, a Ponte Ferroviária da Régua
Arquitetura e construção
Design Ponte em arco
Mantida por Estradas de Portugal
Término da construção 30 de Setembro de 1934
Geografia
Via Estrada Nacional 2
Cruza Rio Douro
Localização Concelho de Peso da Régua, em Portugal
Coordenadas 41° 9' 16.86" N 7° 46' 48.15" O

A Ponte Ferroviária da Régua, também conhecida por Ponte Rodoviária da Régua, é uma ponte sobre o Rio Douro, no Concelho de Peso da Régua, em Portugal. Construída em 1934 no âmbito da Linha de Lamego, foi adaptada a uso rodoviário depois daquele projecto não ter sido concluído.[1][2]

HistóriaEditar

A ponte foi construída pela Companhia Nacional de Caminhos de Ferro, tendo o projecto sido elaborado pelo engenheiro Avelar Ruas, e a obra conduzida pelo engenheiro Maçãs Fernandes.[3][4]

Foi construída em alvenaria, o que fez destacar entre as pontes construídas nesta época, normalmente construídas em ferro, material que permitia uma construção mais económica.[4]

Em Novembro de 1931, começaram-se a construir dois pilares sobre o terceiro arco da ponte, com 65 metros de comprimento, tendo, nesse ano, sido concluído o último e o maior arco da ponte.[5][3] No ano seguinte, os dois pilares já tinham sido concluídos, junto com outros dois sobre o mesmo arco, continuaram a ser edificados os seis arcos de 6 m que formavam os tímpanos vazados, foram colocadas as fiadas de tímpanos a jusante e a montante, numa extensão de 150 m, e foram montadas as pedras de plinto e as guardas.[5] Assim, em 1932, ficaram por montar os quartos de cone, que já estavam a ser construídos, e terminar a instalação dos panos de grade, em cimento armado, a intercalar com os de cantaria.[5] Em 1933, foram concluídos os quartos de cone, os encontros em ambas as margens, o rompimento da trincheira na margem esquerda, e o muro de espera do aterro da margem direita, e foi executado o desvio da estrada sobre o primeiro arco de 6 m, na margem esquerda do rio.[6]

A ponte foi oficialmente dada como concluída em 30 de Setembro de 1934, tendo as últimas obras sido a instalação das grades, e de uma passarela em cimento armado na trincheira da margem esquerda do rio.[1]

Ver tambémEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Ponte Ferroviária da Régua

Referências

  1. a b «O que se fez nos Caminhos de Ferro em Portugal, em 1934» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 47 (1129). 1 de Janeiro de 1935. p. 29. Consultado em 9 de Fevereiro de 2013 
  2. «Requalificação de ponte na Régua custa 1,6 milhões de euros». Público. 3 de Março de 2011. Consultado em 9 de Fevereiro de 2013 
  3. a b «O ano de 1931 e a Comp.ª Nacional de Caminhos de Ferro» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 45 (1059). 1 de Fevereiro de 1932. p. 67. Consultado em 9 de Fevereiro de 2013 
  4. a b «A Obra da Junta Autónoma das Estradas na Construção de Grandes Pontes de Estrada» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 47 (1149). 1 de Novembro de 1935. p. 450. Consultado em 9 de Fevereiro de 2013 
  5. a b c «Ainda o que se fez nos Caminhos de Ferro em Portugal no ano de 1932» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 46 (1082). 16 de Janeiro de 1933. p. 62. Consultado em 9 de Fevereiro de 2013 
  6. «O que se fez nos Caminhos de Ferro em Portugal no ano de 1933» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 47 (1106). 16 de Janeiro de 1934. p. 52. Consultado em 9 de Fevereiro de 2013 


  Este artigo sobre uma ponte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.