Pontifícia Universidade Urbaniana

Pontifícia Universidade Urbaniana
Pontificia Università Urbaniana
Latim:Pontificia Univertsitas Urbaniana
Fundação 1 de agosto de 1627
Tipo de instituição Universidade pontifícia
Faculdades 4
Localização Roma, Vaticano
Chanceler Cardeal Luis Antonio Tagle
Reitor(a) Padre Leonardo Sileo
Total de estudantes 1.400 (2008)
Página oficial www.urbaniana.edu

A Pontifícia Universidade Urbaniana é uma instituição de ensino superior da Igreja Católica e é especializada na formação do clero missionário e estudantes de territórios de missão ou nas jovens igrejas, com sede em Roma.

HistóriaEditar

A Universidade Urbaniana traça as suas origens do Colégio missionário da Propaganda Fide, fundada em 1624 pelo padre espanhol Juan Bautista Vives y Marja, em colaboração com outros membros do movimento missionário da Igreja de Roma, incluindo John Leonardi. O seu objetivo era por um lado, treinar missionários seculares e por em plena comunhão com os cristãos apostólicos romanos as igrejas protestantes e ortodoxas e, por outro lado, estudar as línguas e culturas dos povos do mundo.[1]

O colégio era localizado no antigo palácio Ferratini, na Piazza di Spagna, e a educação dos estudantes foi confiada aos Teatinos de clero regular. A faculdade foi elevada à categoria de uma universidade pontifícia pelo Papa Urbano VIII pela bula Immortalis Dei Filius de 1 de agosto de 1627, obtendo assim todos os privilégios e isenções que já desfrutavam o Archiginnasio de Roma (atual "La Sapienza") e pela faculdade de conferir graus de doutoramento em filosofia e teologia em honra do Papa, a universidade foi chamada Colégio Urbano.[1]

Em 2 de novembro de 1926, o Papa Pio XI mudou o Colégio no Janículo, e em 1933 foi inaugurada a nova sede especialmente construída e para a ocasião também foi erguido o Instituto Missionário, que foi dado o poder de conceder títulos acadêmicos nas disciplinas de missiologia e direito (em 1986, o Instituto foi dividido dando origem à Faculdade de Direito Canônico e Missiologia).[1]

A Universidade foi condecorada com o título de universidade pontifícia pelo Papa João XXIII, com o Motu Proprio Fidei Propagandae de 1 de outubro de 1962.[2] Para o Cardeal-Prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos é também responsável pelo título de "Grande Chanceler " da Pontifícia Universidade Urbaniana.

Referências

  1. a b c «Notizie storiche» (em italiano). urbaniana.press. URL consultada em 22 de setembro de 2020. 
  2. Motu proprio Fidei Propagandae, AAS 54 (1962), pág. 755 (em latim)

Ligações externasEditar