Pouso no Sertão - Queimada, 1826

pintura de Aurélio Zimmermann

Pouso no Sertão - Queimada, 1826 ou Pouso no Sertão: Queimada ou Pouso no Sertão (Rio Pardo) é uma pintura de Aurélio Zimmermann. A obra, datada de 1920, é do gênero pintura histórica e encontra-se sob a guarda do Museu Paulista.[1] Retrata uma paisagem de queimada composta por um conjunto de bandeirantes descansando às margens do rio Pardo, com a cena dos focos de incêndio ao horizonte. Há também três barcos ancorados na margem do rio, onde conversam dois bandeirantes e um jesuíta, além de outros bandeirantes sentados em redes ou no chão ao largo de uma fogueira cozinhando peixes.

Pouso no Sertão - Queimada, 1826
Autor Aurélio Zimmermann
Data 1920
Gênero pintura histórica
Técnica tinta a óleo, tela
Dimensões 100 centímetro x 135 centímetro
Localização Museu do Ipiranga
Sound-icon.svg Descrição audível da obra no Wikimedia Commons
Recurso audível (info)
Este áudio foi inserido no verbete em 19 de junho de 2020 e pode não refletir mudanças posteriores (ajuda com áudio).

DescriçãoEditar

A obra é um óleo sobre tela. Suas medidas são: 100 centímetros de altura por 135 centímetros de largura. Ela faz parte da Coleção Fundo Museu Paulista, parte da Coleção Museu Paulista, onde está registrada sob o número de inventário 1-19179-0000-0000.[2] A tela esteve localizada na Sala das monções.[3] O quadro foi baseado no desenho Rio Pardo, de Hércules Florence.[4] O artista descreve cenas de incêndio causados pelos próprios integrantes da expedição, como forma de diversão ao contemplar tal espetáculo[5].

Ver tambémEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Pouso no Sertão - Queimada, 1826

Referências

  1. «Pouso no Sertão - Queimada, 1826». Google Arts & Culture. Consultado em 19 de junho de 2020 
  2. «Acervo do Museu Paulista - Iconografia». Consultado em 19 de junho de 2020 
  3. Borrego, Maria Aparecida de Menezes; Andrade, Bernardo Luís Rodrigues de; Ceccanti, Gregório Cardoso Tápias; Veiga, Milena de Godoy; Esteves, Felipe Rocha; Bulla, Pedro Henrique; Valente, Gabriel Bustani (2019). «Trajetória e reconstituição digital de uma canoa do Museu Paulista – USP» (PDF). 27 (1): 14 
  4. Oliveira, Marcela Marrafon de (2007). Paquequer, São Francisco e Tietê: as imagens dos rios e a construção da nacionalidade (PDF) (Tese). Consultado em 19 de junho de 2020 
  5. Florence, Hercule (2001). Viagem Fluvial do Tietê ao Amazonas. Manaus: Edições do Governo do Estado do Amazonas. p. 40  line feed character character in |editora= at position 19 (ajuda)