Abrir menu principal

Prémio Literário Maria Amália Vaz de Carvalho

Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde dezembro de 2015). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.

O Prémio Literário Maria Amália Vaz de Carvalho foi instituído pela Câmara Municipal de Loures com o objectivo de homenagear a escritora e activista política com o mesmo nome, mas também galardoar obras inéditas de um autor de língua portuguesa, relevante nas modalidades de Poesia, Jovens Talentos – Poesia, Prosa de Ficção e Jovens Talentos – Prosa de Ficção.[1]

Não deve ser confundido com o Prémio Nacional de Literatura Infantil (Prémio Maria Amália Vaz de Carvalho) atribuído pelo Secretariado de Propaganda Nacional.

VencedoresEditar

Lista incompleta

  1. 1992 - ???
  2. 1994 - Livro de Horas ou Memorial do Convento de Odivelas, de Serafim Ferreira
  3. 1996 - A casa e o cheiro dos livros, Maria do Rosário Pedreira
  4. 1998 - O poeta e a pedra, Serafim Ferreira
  5. 1999 - Fissura, João Pedro Mésseder
  6. 2001 - A deusa dos laços, Maria Adelaide Valente
  7. 2003 – Uma certa forma de errância, Graça Pires
  8. 2005 - Anti-bio-grafias de contágio, Paula Caspão
  9. 2007 - Dois corpos tombando na água, Alice Vieira
  10. 2009 - Diálogos para o fim do mundo, Joana Bértholo
  11. 2012 - Lugares Passagem, Luís Filipe Rodrigues
  12. 2013 - Geografias, Patrícia Isabel Gomes Lucas
  13. 2016 - O Nó da Culpa, Filipe Batista
  14. 2017 - Este Obscuro Objecto do Desejo, Tiago Nené
  15. 2018 - Estilhaços, Carlos Machado

Referências

Ligações externasEditar