Preto

cor mais escura, resultante da ausência ou absorção completa da luz. Como branco e cinza, é uma cor acromática, literalmente uma cor sem matiz
Disambig grey.svg Nota: "Preta" redireciona a este artigo. Este artigo é sobre a cor. Para outras acepções de Preta, veja Preta (desambiguação). Para outros significados, veja Preto (desambiguação).

O preto é a cor mais escura, sendo o resultado da mistura de todas as cores (teoria de cores) ou bem, o resultado da falta parcial ou completa da luz. É o oposto exato do branco (ausencia de côr por refletir a mistura do espectro luz visível), absorvendo todas as cores de luz e por tanto acumulando mais energia (teoria física da luz), por esta razão os materiais pretos são mais quentes).[1] Como o branco e o cinza, é uma cor acromática, literalmente, uma cor sem cor ou matiz.[2] É uma das quatro cores primárias do modelo de cores CMYK, juntamente com o ciano, amarelo e o magenta, utilizado na impressão de cores para produzir as demais cores.

Preto
Coordenadas de cor
Tripleto hexadecimal #000000
sRGB (r, g, b) (0, 0, 0)
CMYK (c, m, y, k) (0, 0, 0, 100)
HSV (h, s, v) (0°, 0%, 0%)

No império romano, foi nomeada como cor de luto, e no decorrer dos séculos, é frequentemente associada a morte, magia e mágica. De acordo com pesquisas provenientes da Europa e da América do Norte, a cor é em grande parte associada ao luto, ao fim, aos segredos, magia, força e elegância.[3]

Nanotubo de carbono é o material mais escuro. Ele absorve mais de 99.995% da luz, de qualquer ângulo.[4]

Usos simbólicos do pretoEditar

  • No Oriente Médio, o preto representa o nascimento, morte e o mistério.
  • Nas culturas latinas, o preto representa a masculinidade e a lamentação.
  • Nas culturas orientais e asiáticas, a cor representa a masculinidade, a saúde, a riqueza, e a prosperidade.
  • No Mundo Ocidental, o preto representa o fim, a morte, o luto, a formalidade e a lamentação. O preto também é considerado como poder e força.

Sensações acromáticasEditar

A cor preta sugere: silêncio, morte, poder, tristeza, negação, dor, angústia, introspecção e favorece a autoanálise. Quando brilhante, confere nobreza, distinção, elegância, masculinidade.

Referências

  1. Shorter Oxford English Dictionary. 5th Edition (2002): "Opposite to white: colourless from the absence or complete absorption of light. Also, so near this as to have no distinguishable colour, very dark." See also Webster's New World Dictionary of the American Language (1964): "The darkest color". Le Petit Larousse Illustré (1997): "Se dit de la couleur la plus foncée, due à l'absence ou à l'absorption totale des rayons lumineux." ("said of the very darkest color, due to the absence or complete absorption of all rays of light.")
  2. «Definition of archomatic». Free Dictionary. Consultado em 30 de agosto de 2015 
  3. Eva Heller (2000), Psychologie de la couleur - effets et symboliques (p. 105–27).
  4. «MIT engineers have developed the darkest black material to date». Tech Explorist (em inglês). 13 de setembro de 2019. Consultado em 13 de setembro de 2019 
  Este artigo sobre cor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.