Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde agosto de 2009). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Produção colaborativa pode ser definida como um processo criativo coletivo no qual a informação não possui caráter único, podendo ser alterada por todos que tenham contato com ela.

A linguagem wiki é uma representação de produção colaborativa em ambientes digitais. Usuários com conhecimento teórico sobre determinado tema são livres para inserir novos conceitos sobre o verbete anteriormente inexistente ou recriados com embasamento da causa tratada.

Essa linguagem "fundamenta suas comunidades com princípios democráticos, com iniciativas que envolvem a colaboração, interação, cooperação, participação, escrita coletiva e anônima, baseada em direitos proprietários mais flexíveis, abertos e igualitários". [1]

A maioria dos sites de notícia de todo o mundo tem dado espaço para a participação do internauta, com o envio de textos, fotos e vídeos feitos pelos usuários em vários contextos sociais, o que enriquece a disseminação de informação.

A produção colaborativa pode ajudar a reparar erros publicados, aumentar uma informação antes muito pequena para o tamanho do que se queria publicar e aumentar a participação de quem antes simplesmente fazia o papel de receptor de informações à frente de uma tela de computador, passando a ser também emissor.

No entanto, o quesito confiabilidade é um dos desafios desse novo modo de produção intelectual, decorrente do conceito work in progress, pois as decisões vão sendo tomadas durante o processo e não por antecedência. Erros, imprecisões e informações incompletas podem ser corrigidos durante a sequência de contribuições. "A partir de recursos da Web 2.0, potencializa-se a livre criação e a organização distribuída de informações compartilhadas através de associações mentais. Nestes casos importa menos a formação especializada de membros individuais, pois a credibilidade e relevância dos materiais publicados é reconhecida a partir da constante dinâmica de construção e atualização coletiva (PRIMO, 2007, p.4).”[2]

Ligações externasEditar

Referências

  1. BOBBIO, Norberto. O futuro da democracia: uma defesa das regras do jogo. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1989.
  2. PRIMO, Alex . O aspecto relacional das interações na Web 2.0. E- Compós (Brasília), v. 9, p. 1-21, 2007. Disponíevel em: <http://www.ufrgs.br/limc/PDFs/web2.pdf>. Acesso em: 10 nov 2014.


  Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.