Abrir menu principal

Programa de Engenharia de Sistemas e Computação

Programa de Engenharia de Sistemas e Computação
PESC
COPPE Sistemas
Modelo2.gif
Universidade Minerva UFRJ.jpg UFRJ
Fundação 1967 (52 anos)
Tipo de instituição Programa
Professores 39
Pós-graduação >300
Localização Rio de Janeiro, RJ Brasil
Campus Cidade Universitária
Site www.cos.ufrj.br

O Programa de Engenharia de Sistemas e Computação (PESC) da COPPE/UFRJ foi criado em 1970 com o objetivo de desenvolver pesquisa científica nas áreas de Ciência de Computação e Otimização por meio da formação de docentes e pesquisadores de alto nível. Na época, o país realizava um esforço de rápida absorção de tecnologias avançadas desenvolvidas no exterior para capacitar-se industrialmente na área de computação. O PESC participou intensamente deste processo, contratando docentes estrangeiros e formando mestres e doutores competentes para lidar com as tecnologias estrangeiras e desenvolver soluções novas e concordantes com as necessidades brasileiras.

Na década de 1980, o PESC buscou consolidar seu perfil por intermédio da contratação de doutores brasileiros formados nas melhores universidades no exterior e definindo sua espinha dorsal composta de áreas fundamentais em Ciência da Computação, tais como Arquitetura de Computadores e Sistemas Operacionais, Banco de Dados, Engenharia de Software, Otimização, Computação Gráfica, Inteligência Artificial e Informática e Sociedade. Na década de 1990, então com vinte anos, o PESC já havia se tornado uma instituição respeitada por sua produção intelectual e pelo nível de seu corpo docente e discente. Novas áreas foram acrescentadas à sua estrutura já consolidada, tais como Algoritmos e Combinatória e Redes de Computadores.

Grupos interdisciplinares e multi-institucionais destinados ao estudo de Biologia Computacional, Mineração de Dados, Informática Médica, Computação Paralela e Telecomunicações foram criados para manter o Programa sempre acompanhando, e contribuindo com, as tendências da pesquisa mundial. O PESC, como um dos 12 programas que integram a COPPE, encontra-se em situação privilegiada no que diz respeito a atividades interdisciplinares, pois está imerso em uma instituição que congrega programas de nível 6 e 7 na Capes em diversas áreas tecnológicas.

Atualmente, na segunda década do século XXI, o PESC, com mais de quarenta anos de existência, é uma instituição sólida e tradicional no cenário nacional e internacional da ciência e tecnologia da computação. Seu principal desafio é a manutenção de sua posição de pioneirismo nas novas áreas de pesquisa onde a computação se faz presente, como fundamento ou como instrumento, em um mundo globalizado e de dinâmica imprevisível.

Para enfrentar os novos desafios, o PESC aumentou a exigência de produção acadêmica de qualidade dos seus docentes, contrata recém-doutores e professores visitantes de alto potencial científico em áreas estratégicas e envia seus docentes para pós-doutoramento em instituições acadêmicas estrangeiras de indubitável qualidade. De seus 39 docentes permanentes, e é possível identificar 26 pesquisadores do CNPq, sendo 5 de nível 1A.

De 1967 até 2009, o PESC formou 1.155 mestres e 357 doutores.

Todas as bancas de mestrado e doutorado são constituídas segundo critérios rigorosos e avaliadas tanto pela coordenação do Programa como pela direção da COPPE. Para o mestrado, a banca deve ter pelo menos três membros, dos quais um deve ser externo à UFRJ e ser pesquisador do CNPq ou ter credenciais equivalentes. Para o doutorado, a banca deve ter pelo menos cinco membros, dos quais dois externos à UFRJ e pesquisadores do CNPq (ou equivalentes).

O alto padrão de nossos graduados promove seu rápido emprego pela academia nacional, por empresas privadas de grande porte e por órgãos governamentais e empresas estatais. A qualidade dos cursos oferecidos pelo PESC é reconhecida fora do país de muitas formas, sendo uma delas a convergência de um número considerável de estudantes oriundos de vários países de diferentes continentes.

As graduações em Ciência da Computação e em Engenharia Eletrônica (ênfase em Computação) da UFRJ também são beneficiadas pelo trabalho do PESC, pois seus docentes participam ativamente nos referidos cursos, ministrando aulas e orientando trabalhos de colação de grau e iniciação científica. Desde o ano de 2003, quando foi aprovado pelo Conselho Universitário da UFRJ, o curso de graduação em Engenharia de Computação e Informação, uma parceria entre o PESC e a Escola Politécnica, foi estabelecido. Atualmente, o PESC também colabora com os cursos de graduação do Instituto de Biofísica e com o curso de Engenharia de Automação e Controle da Escola de Engenharia da UFRJ, onde o tema computação faz parte de forma abrangente.

Esse perfil de excelência garantiu ao PESC a nota máxima (7[1]) nas duas últimas avaliação Capes.

Além disso, o PESC participa do INCT de Ciência da Web.

Referências

  1. «Mestrados/Doutorados Reconhecidos pela Capes». Consultado em 01 de Novembro de 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar