Abrir menu principal

A psicomotricidade aquática é a ponte formada entre os conteúdos psicomotores e os conteúdos específicos da natação.

Ligações externasEditar

  Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.

A Psicomotricidade Aquática é uma das abordagens da psicomotricidade, tendo sido reconhecida pela Sociedade Brasileira de Psicomotricidade como Formação Profissional em 1998, a partir de sua didata e fundadora Jocian Machado Bueno, conforme publicação (Bueno, 1998). Em 2010 foi considerada como linha temática no Brasil e atualmente é reconhecida como linha de abordagem dessa ciência em muitos países americanos, latinos e europeus. definição: A Psicomotricidade Aquática é uma concepção metodológica definida como estimulação das potencialidades do sujeito utilizando a água como meio de ação mais global por intermédio do movimento e das relações desse sujeito com o espaço, com os objetos, com o outro e consigo mesmo”. (BUENO, 1998, p. 141) Por se tratar de uma concepção metodológica, permite ser utilizada tanto na educação quanto na terapia, individual e em grupo, e também em clínicas, escolas, instituições e espaços que promovam a qualidade de vida através da utilização do meio líquido, integrando, corpo, psiquê e movimento. Tem suas bases nos conteúdos da ambientação ao meio líquido, das neurociências, da neuropsicologia, psicanálise e biomecânica do movimento. Utiliza-se do lúdico como forma de abordagem, favorecendo a auto-descoberta e promovendo a criatividade e a espontaneidade revelada na vivência aquática, a qual deve ser mediada por um psicomotricista aquático titulado, conforme os moldes estabelecidos pela Sociedade Brasileira de Psicomotricidade.