Abrir menu principal

Plutônio-240

(Redirecionado de Pu-240)

Plutônio-240 é um isótopo do plutônio, formado quando um átomo de plutônio-239 captura um nêutron, geralmente quando um átomo de Pu-239 captura um nêutron a repulsão eletromagnética entre os prótons vence a interação nuclear forte então ele sofre fissão nuclear, mas uma parte simplesmente vira Pu-240. Ele não deve estar em uma porcentagem maior que 7% dentro de uma arma nuclear pois um quilo de Pu-240 gera 450 000 fissões espontâneas por segundo podendo criar uma reação em cadeia e causar a detonação prematura da arma.[1][2][3][4]

Taxa de fissão e decaimentoEditar

Somente um terço dos átomos de Pu-240 sofrem fissão quando absorvem um nêutron, dois terços dele vira Plutônio-241, a meia-vida dele é de 6 563 anos, e decai atraves da emissão alfa na qual uma particula alfa é expelida pelo núcleo atômico para deixa-lo mais estável, esse decaimento gera 5,255 MeV(mega elétrons volts).[1][2]

Ver tambemEditar

Referências

  1. a b Audi, Georges; Wapstra, Aaldert Hendrik; Thibault, Catherine (Dezembro 2003). «The Ame2003 atomic mass evaluation». Nuclear Physics A. 729 (1): 337–676. Bibcode:2003NuPhA.729..337A. doi:10.1016/j.nuclphysa.2003.11.003 
  2. a b Audi, Georges; Bersillon, Olivier; Blachot, Jean; Wapstra, Aaldert Hendrik (Dezembro 2003). «The Nubase evaluation of nuclear and decay properties». Nuclear Physics A. 729 (1): 3–128. Bibcode:2003NuPhA.729....3A. doi:10.1016/j.nuclphysa.2003.11.001 
  3. Farwell, G. W. (1990). «Emilio Segre, Enrico Fermi, Pu-240, and the atomic bomb». Symposium to Commemorate the 50th Anniversary of the Discovery of Transuranium Elements 
  4. Bodansky, David (2007). «Nuclear Bombs, Nuclear Energy, and Terrorism». Nuclear Energy: Principles, Practices, and Prospects (em inglês). [S.l.]: Springer Science & Business Media. ISBN 978-0-387-26931-3