Puestos están, frente a frente

Puestos están, frente a frente (em português: Postos estão, frente a frente) é um romance musicado português em castelhano que descreve os eventos da batalha de Alcácer-Quibir de 4 de agosto de 1578[1].

Uma representação da batalha de Alcácer-Quibir, igualmente publicada por Miguel Leitão de Andrade na obra "Miscelânea".

Desconhece-se o seu autor, embora tenha sido atribuído a Miguel Leitão de Andrada[2]. Foi este quem escreveu a sua única fonte conhecida, a "Miscelânea" em 1629[1] e foi, de facto, participante na batalha[1].

A sua interpretação tem sido popular entre grupos dedicados à música antiga.

SebastianismoEditar

 
A Wikisource contém fontes primárias relacionadas com Puestos estan frente a frente (original em castelhano)

O próprio Miguel Leitão de Andrada refere que este romance se popularizou após a notícia da morte de Dom Sebastião[1]. É de salientar que o relato descarta qualquer possibilidade de sobrevivência do jovem rei, embora o glorifique como heroi. Termina com as suas últimas palavras, uma citação de Francesco Petrarca[3], que o rei costumava dizer muitas vezes: "Che un bel morir tutta la vita honora"[1][3], ou, em português: "Que uma bela morte toda a vida honra".

Esta oposição entre a visão de Puestos están de um heroi morto e da visão sebastianista de um rei vivo e escondido, é explorada por Almeida Garrett na sua peça Frei Luís de Sousa. Neste drama, a personagem Maria, sebastianista convicta, pergunta a Telmo pelo romance prometido, que não era "o que diz: Postos estão, frente a frente, / Os dois valorosos campos", mas o da "ilha encoberta".[4]

DiscografiaEditar

  • 1993Meus olhos vão pelo mar.... Concerto Atlântico. Luminária-Música. Faixa 8.
  • 1994La Portingaloise: Música do Tempo dos Descobrimentos. Segréis de Lisboa. Movieplay Classics. Faixa 10.
  • 1998Música nos Tempos das Caravelas. Música Antiga da UFF.
  • 2001O Lusitano: Portuguese Vilancetes, Cantigas And Romances. Gérard Lesne & Circa 1500. EMI Classics. Faixa 23.
  • 2006Soledad tengo de ti: Musiques de la renaissance portugaise. Ensemble Celadon. Arion. Faixa 15.
  • 2013Mil suspiros dio Maria: Sacred and Secular Music From the Brazilian Renaissance. Continens Paradisi. Ricercar. Faixa 1.

Ligações externasEditar

Referências

  1. a b c d e Andrada, Miguel Leitão de (1629). «VII». Miscellanea do Sitio de N. Srª da Luz do Pedrogão Grande (em Castelhano) 1 ed. Lisboa: Mateus Pinheiro. p. 228 
  2. José Eduardo Rocha (2006). «Puestos Estan Frente a Frente». Centro de Investigação & Informação da Música Portuguesa. Consultado em 13 de julho de 2015 
  3. a b Camões, Luís de (1861). Visconde de Juromenha, ed. Obras. 2. Lisboa: Imprensa Nacional. p. 490 
  4. Almeida Garrett, J. B. de (1844). Theatro: III. Frei Luiz de Sousa 1 ed. Lisboa: Imprensa Nacional. p. 44