Alçado Sudeste
Alçado Noroeste

A Quinta de Cantim é uma quinta localizada na freguesia de Reguenga, concelho de Santo Tirso, Portugal. O desenho ecléctico deste palacete é atribuído ao arquitecto José Marques da Silva.[1] Este é um edifício nobre, antiga morada do Visconde de Cantim é classificado como imóvel de interesse público desde 1990.[2] A porta de entrada é coroada pelo brasão da família, bem como o hall principal da casa, com o brasão de armas Carneiro.[3]

DescriçãoEditar

A actual Quinta de Cantim, foi edificada como quinta de Recreio do Visconde de Cantim nos finais do século XIX.

A Quinta é composta pela união respectiva dos casais, da casa de Cantim com o casa do Outeiro. O Outeiro perdeu-se da toponimica da terra, mas o lugar da Quinta de Cantim permanece um Outeiro. A casa do Outeiro conhce-se como fundador Duarte Carneiro Rangel.[4]

Nesta período a lógica da propriedade se inverte na chegada à casa para a nova estrada, para a chegada do carro, construída pelo Visconde de Cantim, pela Viscondessa do Bom Sucesso e pela Srª Dona Maria Amélia da Glória Francisca Ruas.[5] Dessa forma é construído um muro de azulejos neo-mouriscos, um portão com um escudo de armas, em ferro forjado, e uma alameda de magnolias até ao palacete.

O corpo mais antigo cria um U a nascente, entre o corpo da casa, cavaleiriças e eira, o pátio em si deve datar do redesenhar da casa, porque a eira tem reminiscenias de ter sido uma casa, por ter janelas, e pela escala destas. Entretanto o terreiro que se cria é um rectângulo áureo. A lógica de divisão dos diversos jardins foi feita por pequenos muros e percursos debaixo de ramada, poi toda a propriedade murada, contem uma ramada a volta, e pontuada nas esquinas por mirantes. O Palacete foi edificado no ano de 1902, criando um plateau de jardins em cima, com um terraço sobranceiro aos jardins de buxo e laranjal.[6]

Referências

  1. «Arq. José Torres». Universidade do Porto. Fims.up.pt 
  2. «www.cm-stirso.pt/». Instituto de Gestão do Património Arquitectónico e Arqueológico 
  3. Lamy, A. Sousa - Monografia de Refojos - 1997 Visconde de Cantim
  4. Livro dos Foros de Santa Maria da Reguenga
  5. Jornal 1º de Janeiro de 1904 - Construção das Estradas do Concelho de Stº Tirso
  6. Macedo, Eduardo da Costa, A defesa do tutor e cabeça de casal no inventário por óbito do Visconde de Cantim, 1911

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre Património de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.