Raabe (em hebraico: רָחָב, Hebraico moderno: Raẖav, Hebraico tiberiano: Rāḥāḇ; "amplo", "grande"; em grego: Ῥαάβ), era de acordo com o Livro de Josué, uma mulher que vivia em Jericó, na Terra Prometida e que ajudou os israelitas na captura da cidade.

Raabe de Jericó
Raabe representada em uma pintura.
Heroína da Fé e Ancestral de Jesus
Veneração por Igreja Ortodoxa
Igreja Oriental
Igreja Ortodoxa Copta
Atribuições Espiã de Jericó
Hospedeira de Jericó
Gloriole.svg Portal dos Santos

Quase todas as traduções do livro de Josué para o português a descrevem como uma prostituta ou hospedeira, Segundo a Bíblia, seu filho Boaz foi bisavô do rei Davi, linhagem da qual, veio Jesus Cristo.

ProfissãoEditar

O comentarista judeu medieval Rashi afirma que ela era uma feirante em Jericó. O historiador do primeiro século d.C. Flávio Josefo menciona que Raabe manteve uma pousada, mas é omisso quanto a saber se apenas o arrendamento de quartos era sua única fonte de renda. No Novo Testamento Cristão, a Epístola de Tiago e a Epístola aos Hebreus seguem a tradição estabelecida pelos tradutores da Septuaginta no uso da palavra grega "πόρνη" (que geralmente é traduzido para o Português como "meretriz" ou "prostituta") para descrever Raabe.[1][2][3]

HistóriaEditar

De acordo com o relato bíblico, Raabe teria convertido-se a Deus e ajudado os espiões israelitas antes da invasão da cidade, hospedando-os em sua casa.

Após a conquista de Jericó por Josué, a vida de Raabe é preservada juntamente com sua família. Após a destruição de Jericó, Raabe habitou entre os Israelitas e casou-se com Salmom. Deu à luz Boaz, que foi bisavô de Davi, tornando-se assim, da linhagem de Jesus. O Novo Testamento, no Evangelho segundo Mateus, informa que Raabe teria sido esposa de Salmom e mãe de Boaz, o Evangelho segundo Lucas também cita Salmom como pai de Boaz, entrando assim para a genealogia de Jesus e do rei Davi.

Referências

  Este artigo sobre a Bíblia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.