Abrir menu principal

Racconti romani

filme de 1955 dirigido por Gianni Franciolini
Translation to english arrow.svg
A tradução deste artigo está abaixo da qualidade média aceitável. É possível que tenha sido feita por um tradutor automático ou por alguém que não conhece bem o português ou a língua original do texto. Caso queira colaborar com a Wikipédia, cine e melhore este verbete conforme o guia de tradução.
Racconti romani
No Brasil Aconteceu em Roma
 Itália
1955 •  cor •  110 min 
Realização Gianni Franciolini
Argumento Alberto Moravia
Sergio Amidei
Elenco Totò
Vittorio De Sica
Silvana Pampanini
Género filme de comédia
Idioma italiano (idioma)
Página no IMDb (em inglês)

Racconti romani (bra Aconteceu em Roma[1][2]) é um filme italiano de 1955, do gênero comédia[3], dirigido por Gianni Franciolini. O filme é baseado na obra homónima de Alberto Moravia.

É o primeiro filme italiano gravado em Cinemascope.[2]

SinopseEditar

Quatro jovens, Otelo, Mario, Spartaco e o seu líder Alvaro, recentemente saído da cadeia, onde passou seis meses por ter cortado uma camioneta, invejoso do dinheiro que estes trabalhadores por conta própria faziam, decidem dedicar-se precisamente a isso, comprarem uma camioneta. Tentam arranjar o dinheiro para a primeira prestação trabalhando nos mais variados ofícios, mas não conseguem. Um dia encontram um escritor de baixo nível (Totò) e entram num esquema para enganar um advogado (Vittorio De Sica).[carece de fontes?]


Referências

  1. «Revista das estreias». Cine Repórter. Rio de Janeiro. 24 de novembro de 1956. p. 4. Consultado em 18 de maio de 2019 
  2. a b «Indicações sobre os filmes em cartaz». 2.º Caderno. Correio Paulistano. São Paulo. 14 de outubro de 1956. p. 5. Consultado em 18 de maio de 2019 
  3. «Racconti romani». Itália: MyMovies.it. Consultado em 18 de maio de 2019 
  Este artigo sobre um filme do cinema italiano é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.