Abrir menu principal

Receptor adrenérgico Alfa-2A

gene da espécie Homo sapiens

O receptor alfa-2A adrenérgico2A adrenoceptor), também conhecido como ADRA2A, é um receptor adrenérgico α2, e também indica o gene humano que o codifica.[3]

ADRA2A
Protein ADRA2A PDB 1hll.png
Estruturas disponíveis
PDBPesquisa Human UniProt: PDBe RCSB
Identificadores
Nomes alternativosADRA2A
IDs externosOMIM: 104210 HomoloGene: 47944 GeneCards: ADRA2A
Targeted by Drug
apraclonidine, guanabenz, adrenalina, brimonidine, noradrenalina, apomorfina, clonidina, dexmedetomidine, Guanfacina, oximetazolina, pergolide, xylazine, brl-44408, bromocriptina, cabergolina, clorpromazina, lisurida, lurasidone, mirtazapina, fentolamina, piribedil, prazosina, α-yohimbine, spiroxatrine, Tergurida, tolazoline, WB-4101, ioimbina[1]
Wikidata
Ver/Editar Humano

ReceptorEditar

Os receptores α2 adrenérgicos incluem 3 subtipos altamente homólogos: α2A, α2B e α2C. Estes receptores têm um papel crítico na regulação da libertação de neurotransmissores pelos nervos simpáticos e pelos neurónios adrenérgicos no sistema nervoso central. Estudos em ratos revelaram que tanto os subtipos α2A e α2C são necessários para o normal controlo pré-sináptico da libertação da transmissão dos nervos simpáticos no coração e dos neurónios noradrenérgicos centrais; o subtipo α2A inibiu a libertação da transmissão em altas frequências de estimulação, enquanto o subtipo α2C modulou a neurotransmissão em níveis mais baixos da atividade nervosa.[4]

Papel no sistema nervoso centralEditar

Embora as funções dos receptores pré-sinápticos α2A tenham recebido imensa atenção, a maioria dos receptores α2 no cérebro encontram-se na verdade localizados a nível pós-sináptico nos terminais noradrenérgicos, e portanto participam na ação da norepinefrina. Muitos receptores α2A pós-sinápticos têm efeitos importantes na função cerebral; por exemplo, os receptores α2A estão localizados nos neurónios corticais pré-frontais, onde ajudam a regular a função cognitiva.

FarmacologiaEditar

Veja tambémEditar

Referências