Abrir menu principal
Rede de Viação Cearense
Praça da Estação de Fortaleza.jpg
Estação João Felipe, sede da Rede de Viação Cearense
Sigla ou acrônimo RVC
Área de operação Ceará e parte da Paraíba
Tempo de operação 19091975
Antecessora Estrada de Ferro de Baturité e
Estrada de Ferro de Sobral
Sucessora Rede Ferroviária Federal
Bitola 1,000 m
Frota 50 (1973)[1] locomotivas
89 carros para passageiros
791 vagões para carga (1973) vagões
Sede Fortaleza

A Rede de Viação Cearense foi uma empresa federal criada em 1909 para administrar as empresas Estrada de Ferro de Baturité e Estrada de Ferro de Sobral. Em 1957 foi transformada em subsidiária da Rede Ferroviária Federal (RFFSA). A RFFSA transformou a subsidiária em 2ª Divisão Cearense em 1969, extinguindo formalmente a empresa em 1975.[2]

HistóriaEditar

 
Mapa de 1924 da RVC com as estradas existentes e as planejadas

A Rede de Viação Cearense foi criada pelo presidente Nilo Peçanha, através do Decreto Nº 7.669 de 18 de novembro de 1909. A nova empresa passou a administrar as Estrada de Ferro de Baturité e Estrada de Ferro de Sobral, sendo que o mesmo decreto arrendou as referidas ferrovias para a empresa britânica South American Railway Construction Company Limited[3].

Apesar de ter iniciado algumas obras de prolongamento da ferrovia, a South American descumpriu os prazos de seu contrato e perdeu sua concessão em 1915, através do Decreto n. 11.692 de 25 de agosto daquele ano.[4][5]

  Este artigo sobre transporte ferroviário é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências

  1. Rede Ferroviária Federal (1974). «Locomotivas». Anuário Estatístico da RFFSA, 1974, página 8/Memória Estatística do Brasil-Biblioteca do Ministério da Fazenda no Rio de Janeiro-republicado no Internet Archive. Consultado em 30 de setembro de 2019 
  2. Sérgio Pinho, José Emílio Buzelin, Alexandre Santurian, Luiz Sérgio de Souza e Flávio R. Cavalcanti (1 de abril de 1993). «Rede Ferroviária Federal:"Ferrovias", "Divisões" e "Regionais"». Centro Oeste. Consultado em 30 de setembro de 2019 
  3. «Decreto federal nº 7.669». Câmara dos Deputados do Brasil. 18 de novembro de 1909. Consultado em 30 de setembro de 2019 
  4. «Decreto Federal 8711». Câmara dos Deputados do Brasil. 10 de maio de 1911. Consultado em 30 de setembro de 2019 
  5. «Decreto federal nº 11692». Senado Federal do Brasil. 25 de agosto de 1915. Consultado em 30 de setembro de 2019 

BibliografiaEditar

  • LIMA, Francisco de Assis Silva de, Estradas de Ferro no Ceará. Fortaleza: Expressão Gráfica e Editora, 2009

Ligações externasEditar