Abrir menu principal

Reduto de Nossa Senhora da Conceição de Fernando de Noronha

Reduto de Nossa Senhora da Conceição de Fernando de Noronha
Brazilian States.PNG
Construção João V de Portugal (1737)
Estilo abaluartado
Conservação Mau

O Reduto de Nossa Senhora da Conceição de Fernando de Noronha localiza-se na ilha de Fernando de Noronha, no arquipélago de mesmo nome, no estado de Pernambuco, no Brasil.

Erguido em posição dominante sobre a praia da Conceição, integrava a defesa do setor norte da ilha, cooperando para esse fim com o Reduto de Santa Cruz do Morro do Pico de Fernando de Noronha.

HistóriaEditar

Foi erguido a partir de fins de 1737, com planta do Engenheiro militar Diogo da Silveira, sob a direção do Tenente-coronel João Lobo de Lacerda, no formato de um trapézio com dois edifícios no terrapleno pelo lado de terra. Esteve guarnecido por um Alferes e trinta e dois praças, e artilhado com dez peças de ferro de diferentes calibres (BARRETTO, 1958:128). A sua planta, colorida, é vista em anexo a documento de 12 de Dezembro de 1739 ("Planta do Forte de Nossa Senhora da Conceição, em uma ponta de terra que faz a ilha de Fernando de Noronha, o qual forte defende as duas enseadas", c. 1739. Arquivo Histórico Ultramarino, Lisboa.) (IRIA, 1966:64).

Um mapa inglês da ilha de Fernando de Noronha (Londres, 1793. apud SECCHIN, 1991:10-11), exibe o Forte da Conceição dominando a enseada e a praia do Cachorro em posição oposta ao Forte de Nossa Senhora dos Remédios de Fernando de Noronha a nordeste, e as praias do Meio e da Conceição, a sudoeste.

À época do Segundo Reinado foi reconstruído (1846), e, no contexto da Questão Christie (1862-1865), melhorado (1864).

No século XX serviu como enfermaria do Presídio (GARRIDO, 1940:57). Também conhecido como Fortim da Conceição, BARRETTO (1958) reporta que, à época (1958), encontrava-se abandonado e em ruínas (op. cit., p. 128).

BibliografiaEditar

  • BARRETO, Aníbal (Cel.). Fortificações no Brasil (Resumo Histórico). Rio de Janeiro: Biblioteca do Exército Editora, 1958. 368 p.
  • GARRIDO, Carlos Miguez. Fortificações do Brasil. Separata do Vol. III dos Subsídios para a História Marítima do Brasil. Rio de Janeiro: Imprensa Naval, 1940.
  • IRIA, Alberto. IV Colóquio Internacional de Estudos Luso-Brasileiros - Inventário geral da Cartografia Brasileira existente no Arquivo Histórico Ultramarino (Elementos para a publicação da Brasilae Monumenta Cartographica). Separata da Studia. Lisboa: nº 17, abr/1966. 116 p.
  • SECCHIN, Carlos. Arquipélago de Fernando de Noronha (2ª ed.). Rio de Janeiro: Cor/Ação Editora, 1991. 160 p. il. mapa.
  • SOUSA, Augusto Fausto de. Fortificações no Brazil. RIHGB. Rio de Janeiro: Tomo XLVIII, Parte II, 1885. p. 5-140.

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar