Equipamento de ventilação em uma ambulância

Respirador ou ventilador mecânico é o equipamento eletromédico cuja função é bombear ar aos pulmões e possibilitar a sua saída de modo cíclico para oferecer suporte ventilatório ao sistema respiratório. Não substitui os pulmões na função de troca gasosa (hematose) sendo um suporte mecânico à "bomba ventilatória" fisiológica (diafragma e múculos acessórios da respiração). Sua invenção possibilitou o nascimento das Unidades de Terapia Intensiva possibilitando o tratamento dos pacientes com quadros graves, em insuficiência respiratória por qualquer causa como doenças pulmonares (DPOC, pneumonias, Síndrome do Desconforto Respiratório Agudo, etc.) ou extra-pulmonares (choque, parada cardio-respiratória, etc). Pode ser adaptado aos pacientes por meio de uma prótese traqueal (tubos na traquéia) ou através de máscaras especiais cobrindo o nariz ou o nariz e a boca (procedimento chamado de ventilação não-invasiva).

HistóriaEditar

O primeiro e mais importante equipamento de ventilação chamava-se Pulmão de aço ou "Iron Lung". Foi projetado em 1927 por Philip Drinker no laboratório de Havard. Seu invento consistia a entrada do paciente em câmara a qual gerava pressão intratorácica sub-atmosférica para pacientes portadores de poliomielite. Em 1957 o engenheiro aeronauta e médico Forrest Bird, cria o Bird Mark-7. Primeiro Ventilador Mecânico Invasivo à Pressão fabricado em larga escala....

Ver tambémEditar

  Este artigo sobre Medicina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.