Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde outubro de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Rio Itamarandiba
Rio Itamarandibaimg1.jpg

Rio Itamarandiba

Localização
País
Localização
Altitude
551 mVisualizar e editar dados no Wikidata
Coordenadas
Hidrografia
Tipo
Nascente
Serra do Ambrósio, Itamarandiba[1]
Altitude da nascente
1300[1] m
Foz
Altitude da foz
500[2] m

O rio Itamarandiba é um curso de água brasileiro, afluente da margem esquerda do rio Araçuaí e subafluente do rio Jequitinhonha, localizado no estado de Minas Gerais. O rio nasce na serra do Ambrósio, no município de Itamarandiba[1] e é um dos principais rios do vale do Jequitinhonha,[3][4][2] devido à sua importância econômica, promovendo a integração regional entre diversos municípios do Alto Jequitinhonha e banhando as mais férteis terras para o cultivo agrícola.[carece de fontes?]

O rio também fornece condições favoráveis ao desenvolvimento de práticas esportivas é um atrativo para empreendimentos do gênero.[carece de fontes?] Ainda que persistam as agressões ambientais, o rio demonstra toda a sua vitalidade mesmo em períodos de estiagem.[carece de fontes?] Uma ação emergente para a preservação do rio é a tomada de iniciativas para elaboração de planos corretos de manejo do solo, o cercamento de nascentes, a preservação das encostas e mata ciliares, bem como a redução do uso indiscriminado de fertilizantes e agrotóxicos, assim como a construção de um posto coletor de embalagens vazias no município de Itamarandiba.[carece de fontes?]

ReferênciasEditar

  1. a b c Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística; Instituto de Geociências Aplicadas de Minas Gerais (1977). Rio Vermelho (SE-23-Z-B-I) (Mapa) 1ª ed. [1:100 000]. Rio de Janeiro: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Cópia arquivada em 24 de julho de 2007 
  2. a b c Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (1983). Minas Novas (SE-23-X-D-II) (Mapa) 1ª ed. [1:100 000]. Rio de Janeiro: IBGE. Cópia arquivada em 24 de julho de 2007 
  3. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (1980). São Sebastião do Maranhão (SE-23-Z-B-II) (Mapa) 1ª ed. [1:100 000]. Rio de Janeiro: IBGE. Cópia arquivada em 2 de outubro de 2019 
  4. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (1983). Carta do Brasil, Capelinha (Mapa) 1ª ed. [1:100 000]. IBGE. § SE-23-X-D-V. Cópia arquivada em 11 de outubro de 2006 
  Este artigo sobre hidrografia do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.