Abrir menu principal
Riograndino da Costa e Silva
Nascimento 8 de junho de 1904
Taquari, RS
Morte 12 de setembro de 1993 (89 anos)
Nacionalidade Brasileiro
Cidadania Brasil
Ocupação Militar, escritor

Riograndino da Costa e Silva (Taquari, 8 de junho de 190412 de setembro de 1993) foi um militar e escritor brasileiro.[1]

Filho de Aleixo Rocha da Silva e Almerinda Mesquita da Costa e Silva. Irmão do ex-presidente do Brasil Artur da Costa e Silva, de quem foi secretário particular em 1969.[2]

Estudou no Colégio Militar de Porto Alegre e na Escola Militar do Realengo, participando da Revolta dos 18 do Forte de Copacabana em 5 de julho de 1922, desligado do exército por este motivo até 1930, quando foi anistiado.[3] Em 1927 bacharelou-se em direito pela Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

É patrono da cadeira 13 da Academia Literária do Vale do Taquari.

ObrasEditar

  • Riograndino da Costa e Silva, Notas à Margem da História do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Editora Globo, 1968.
  • São José de Taquari: A História de Minha Terra. 1972.[4]

Referências

  1. «[[Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Sul]]. Guia, Arquivos Pessoais e Coleções IHGRGS. Página 100» (PDF). Consultado em 31 de julho de 2014. Arquivado do original (PDF) em 12 de agosto de 2014 
  2. «[[Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Sul]]. Guia, Arquivos Pessoais e Coleções IHGRGS. Página 100» (PDF). Consultado em 31 de julho de 2014. Arquivado do original (PDF) em 12 de agosto de 2014 
  3. Riograndino da Costa e Silva, Notas à Margem da História do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Editora Globo, 1968. Ver informações sobre o autor na "orelha" da capa final.
  4. Google Books
  Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.