Riso da vitória

O Riso da Vitória foi um jornal humorístico de periodicidade quinzenal, fundado a 15 de Agosto de 1919, cujos fundadores foram Jorge Barradas e Henrique Roldão, o primeiro mestre de pintura moderna, sobretudo no que concerne à caricatura humorística, e o segundo, mestre de prosa jornalística, brilhante nas suas linhas humorísticas. A requintar o traço, Barradas conta com a colaboração de Stuart Carvalhais, Almada Negreiros, Diogo de Macedo, Leal da Câmara e Menezes Ferreira. Nesta publicação o humor é exercido com tons de crítica prudente tendo como principais alvos os órgãos de poder político, a polícia e alguns costumes enraizados. Com um sentido cómico mais severo é a crítica à então recente revolução russa e à preguiça dos trabalhadores portugueses[1]

Riso da Vitória
Periodicidade quinzenal
Formato (39 cm)
Sede Lisboa Portugal Portugal
Fundação 1919
Director Jorge Barradas e Henrique Roldão
Idioma Português europeu

Ver tambémEditar

Lista de publicações disponíveis na Hemeroteca Municipal de Lisboa em formato digital

Referências

  1. Helena Bruto da Costa (14 de Julho de 2007). «Ficha histórica: O riso d'a vitória : quinzenário humorístico» (pdf). Hemeroteca Municipal de Lisboa. Consultado em 1 de outubro de 2015 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre meios de comunicação é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.