Abrir menu principal

Role-playing game em Portugal

A chegada do Role-playing game em Portugal se deu em 1989, quando foi lançada a primeira versão de Dungeons & Dragons pela Sociedade Tipográfica S.A[1], a Publicações Europa-América lançou a série literária Dragonlance,[2], a série de livros-jogos Endless Quest (com o título Aventura sem fim)[3], a série de livros-jogos Fighting Fantasy também foi lançada com o mesmo título que no Brasil, Aventuras Fantásticas e foi publicada pela Verbo Editorial em meados da década de 1990 e início da década de 2000[4], a filial portuguesa da Devir também investiu no hobby no país, porém, optou por publicar livros já traduzidos em português do Brasil,[5] a iniciativa não foi bem sucedida e atualmente, a editora não publica RPGs no país, embora publique jogos de cartas colecionáveis e de tabuleiro.[6]

Referências

  1. Marcelo Cassaro (22 de maio de 2014). «#ArsenalDay - Não espere que os poderosos façam o seu trabalho». Jambô Editora. Arquivado do original em 5 de junho de 2014 
  2. Livros disponíveis, Volume 3. [S.l.]: Associação Portuguesa de Editores e Livreiros. 1997. 59 páginas 
  3. «The Soulforge (1985)». RPGGeek 
  4. «Colecção Aventuras fantásticas». Rede de Bibliotecas do Concelho de Constância 
  5. One Eyed Jack (13 de janeiro de 2004). «RPG em Portugal». RedeRPG 
  6. «Produtos». Devir Portugal. Consultado em 12 de novembro de 2014