Abrir menu principal
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde setembro de 2019). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Romanita Disconzi (Santiago, 1940) é uma pintora, professora e gravurista brasileira.

Formou-se em artes plásticas no Instituto de Artes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, fez cursos de aperfeiçoamento com Ado Malagoli, Luiz Solari e Julio Plaza e graduou-se doutora em artes plásticas pela Universidade de São Paulo.

Participou do Grupo Nervo Óptico e foi uma das primeiras artistas gaúchas com preocupação ecológica, realizando projeto de interferência em parques. Fez várias exposições individuais e coletivas, destacando-se a participação na Bienal Internacional de Arte de São Paulo em 1973.

Foi diretora do Museu de Arte do Rio Grande do Sul (MARGS) de 1995 a 1997. É professora do Instituto de Artes e seu trabalho recente elabora as relações entre as novas mídias e os meios tradicionais.

Tem obras no Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo (MAC-USP), no MARGS e no Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM).

Ver tambémEditar

ReferênciasEditar

  • Renato Rosa & Décio Presser. Dicionário de Artes Plásticas no Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Editora da Universidade, 1997.
  Este artigo sobre um(a) pintor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.